Laboratórios práticos da VMware - HOL-1905-01-SDC


Visão geral do laboratório – HOL-1905-01-SDC – Site Recovery Manager: migração e recuperação de desastres do data center

Visão geral do Site Recovery Manager


O VMware Site Recovery Manager™ é a solução líder do setor que oferece disponibilidade e mobilidade de aplicativos entre sites nos ambientes de nuvem privada. O Site Recovery Manager é um software de automação integrado a uma tecnologia de replicação subjacente para oferecer gerenciamento com base em políticas, testes contínuos e orquestração automatizada dos planos de recuperação. Com ele, a recuperação e a mobilidade das VMs entre os locais são simples e confiáveis e requerem pouco ou nenhum tempo de inatividade.

O VMware Site Recovery Manager é uma solução de software de automação integrada à tecnologia de replicação subjacente para oferecer gerenciamento com base em políticas, testes que não impactam a operação e orquestração automatizada dos planos de recuperação. O Site Recovery Manager oferece flexibilidade e opção. Ele é integrado de modo nativo ao VMware vSphere Replication e também oferece suporte a uma ampla gama de soluções de replicação baseada em array, disponíveis em todos os principais parceiros de armazenamento da VMware.

O Site Recovery Manager aproveita nativamente os benefícios do VMware vSphere e também se beneficia da arquitetura de data center definido por software (SDDC, pela sigla em inglês), integrando-se a outras soluções VMware, como VMware NSX (virtualização de redes) e VMware vSAN (software que fornece soluções de infraestrutura hiperconvergente líderes do setor). 

O Site Recovery Manager garante tempos de recuperação melhores e altamente previsíveis, simplifica o gerenciamento por meio de automação e reduz o custo total de propriedade, tornando-o a solução líder do setor para disponibilidade e mobilidade de aplicativos entre locais em ambientes da nuvem privada.

Veja mais no site https://www.vmware.com/br/products/site-recovery-manager

O Site Recovery Manager também fornece recursos comprovados de orquestração para o VMware Site Recovery, uma nova oferta de recuperação de desastres como serviço (DRaaS, pela sigla em inglês) para o VMware Cloud™ on AWS. A versão 8.1 fornece plataforma e ferramenta comuns para oferecer facilmente proteção contra desastres entre nuvens privadas e para o VMware Cloud on AWS como um serviço.

Veja mais no site https://cloud.vmware.com/vmc-aws/add-ons#vmware-site-recovery



Orientação do laboratório


Observação: este laboratório pode levar mais de 90 minutos para ser concluído. A expectativa é que você consiga terminar de dois a três módulos durante o seu tempo disponível.  Os módulos são independentes. Dessa forma, você pode começar do início de qualquer módulo e continuar dali. Use o Índice para acessar qualquer módulo à sua escolha.

Ele pode ser acessado no canto superior direito do Manual do laboratório.

O laboratório consiste em dois sites, Região A e Região B. Cada site consiste em um único cluster. Cada cluster contém um único host ESXi. Região A é o site protegido e Região B é o site de recuperação.

Corp é a empresa de marketing que serve algumas das maiores empresas de software do mundo. O site principal está localizado em São Francisco, CA, (Região A) e atualmente tem um site secundário localizado em Reston, VA (Região B). No site principal estão a gerência executiva e as equipes de vendas, contabilidade, recursos humanos, TI e, a mais importante, marketing. Devido ao sucesso, eles observaram que muitos de seus novos clientes estavam localizados na costa leste e, para atendê-los com o mesmo nível de serviço oferecido aos clientes da costa oeste, eles precisaram abrir um escritório na costa leste. Eles escolheram Reston, VA, como local do seu site secundário. O escritório de Reston será uma versão menor do site principal localizado em São Francisco e hospedará uma pequena equipe de vendas, alguns membros da equipe de contabilidade e marketing. Para garantir que a equipe localizada em Reston possa acessar recursos tão rápido como se estivessem em São Francisco, a empresa decidiu investir em infraestrutura de TI no escritório de Reston, que também incluirá infraestrutura suficiente para recuperar todos os aplicativos principais caso ocorra um desastre no site principal em São Francisco.

Neste laboratório, ajudaremos a equipe de TI da Corp a configurar o VMware Site Recovery Manager em São Francisco (Região A) para que eles possam recuperar as VMs em Reston (Região B). Eles precisam de assistência em todos os aspectos do Site Recovery Manager, tanto na funcionalidade básica quanto na avançada.

Lista de módulos do laboratório:

 Responsáveis pelo laboratório: 

  • Joe Suma, gerente técnico de contas dedicado a equipes, EUA
  • Rafael Silva, engenheiro de soluções sênior, EUA

Este manual do laboratório pode ser obtido por download no site de documentos de laboratório prático em:

http://docs.hol.vmware.com

Este laboratório pode estar disponível em outros idiomas.  Este documento pode orientar você pelo processo de definição da sua preferência de idioma e de implantação de um manual localizado com seu laboratório:

http://docs.hol.vmware.com/announcements/nee-default-language.pdf


 

Localização do console principal

 

  1. A área na caixa VERMELHA contém o console principal.  O manual do laboratório está na guia à direita do console principal.
  2. Um laboratório específico pode ter outros consoles em guias separadas na parte superior esquerda. Se necessário, você será orientado a abrir outro console específico.
  3. Seu laboratório começa com 90 minutos no cronômetro.  Não é possível salvar o laboratório.  Todo o seu trabalho deve ser feito durante a sessão do laboratório. No entanto, é possível clicar em EXTEND para prorrogar o tempo.  Se você estiver em um evento da VMware, poderá prorrogar o tempo do laboratório duas vezes, por no máximo 30 minutos.  Cada clique acrescenta 15 minutos.  Se você não estiver em nenhum evento da VMware, poderá prorrogar o tempo do seu laboratório em até 9 horas e 30 minutos. Cada clique acrescenta uma hora.

 

 

Métodos alternativos de entrada de dados pelo teclado

Durante este módulo, digite o texto no console principal. Além da digitação direta, há dois métodos muito práticos que facilitam a entrada de dados complexos.

 

 

Clique e arraste o conteúdo do manual do laboratório para a janela ativa do console

 
 

Você também pode clicar e arrastar textos e comandos da interface de linha de comando diretamente do manual do laboratório para a janela ativa no console principal.  

 

 

Acesso ao teclado internacional on-line

 

Você também pode usar o teclado internacional on-line no console principal.

  1. Clique no ícone de teclado que fica na barra de tarefas de Início Rápido do Windows.

 

 

Clique uma vez na janela ativa do console

 

Neste exemplo, você utilizará o teclado on-line para inserir o símbolo "@" usado em endereços de e-mail. Nos layouts de teclado dos Estados Unidos, pressione Shift+2 para inserir o símbolo "@".

  1. Clique uma vez na janela ativa do console.
  2. Clique na tecla Shift.

 

 

Clique na tecla @

 

  1. Clique na tecla "@".

Observe o símbolo @ inserido na janela ativa do console.

 

 

Prompt ou marca d'água de ativação

 

Quando você iniciar o laboratório pela primeira vez, poderá ver uma marca d'água no desktop indicando que o Windows não está ativado.  

Um dos principais benefícios da virtualização é que as máquinas virtuais podem ser movidas e executadas em qualquer plataforma.  Os laboratórios práticos utilizam esse benefício e podem ser executados em vários data centers.  No entanto, esses data centers podem não ter processadores idênticos, o que aciona uma verificação de ativação da Microsoft pela Internet.

A VMware e os laboratórios práticos estão em total conformidade com os requisitos de licenciamento da Microsoft.  O laboratório que você está usando é um pod independente e não tem o acesso completo à Internet necessário para que o Windows verifique a ativação.  Sem o acesso completo à Internet, esse processo automatizado falha, e a marca d'água é exibida.

Esse problema superficial não afeta seu laboratório.  

 

 

Observe a parte inferior direita da tela

 

Verifique se foram concluídas todas as rotinas de inicialização do seu laboratório e se ele está pronto para você começar. Se aparecer algo diferente de "Ready", aguarde alguns minutos.  Após cinco minutos, se o laboratório ainda não aparecer como "Ready", peça ajuda.

 

Módulo 1: Introdução ao VMware Site Recovery Manager 8.1 (30 minutos, para iniciantes)

Visão geral do módulo


Este módulo descreverá os aprimoramentos, os recursos e os caminhos de upgrade mais recentes com o VMware Site Recovery Manager 8.1.  Você também será apresentado à nova interface do usuário HTML5 com base na estrutura "Clarity" exibida em outras soluções VMware.

Lições abordadas neste laboratório:

Tempo total necessário: 30 minutos


Novidades no VMware Site Recovery Manager 8.1


O VMware Site Recovery Manager 8.1 oferece os novos recursos a seguir:


Você concluiu esta lição. Vá para a próxima lição.



Uma interface do usuário HTML5 unificada para o vSphere e o SRM


Esta lição demonstrará como acessar a interface do usuário HTML5 unificada para o vSphere e o SRM

Sobre a interface do usuário HTML5 unificada

A UI gráfica é a maneira mais comum adotada pelos administradores de SRM para gerenciar um ambiente.  O SRM 8.1 apresenta uma nova UI HTML5 baseada na estrutura "Clarity" exibida em outras soluções VMware.  No entanto, essa interface não é apenas uma porta direta da UI antiga para HTML5.  A VMware analisou detalhadamente como as tarefas e os fluxos de trabalho podem ser otimizados e apresentou novas formas de realizar tarefas de modo mais intuitivo, com menos cliques.  A interface HTML5 é um grande avanço no fornecimento de uma experiência intuitiva e eficiente aos usuários do SRM.

 


 

Inicie o Google Chrome

 

  1. Clique em Google Chrome para abrir o navegador da web.

 

 

Fazer login na interface do usuário HTML5 unificada do SRM

 

  1. Clique em RegionA.
  2. Clique em HTML5.
  3. Marque Use Windows session authentication.
  4. Clique em Login.

 

 

Iniciar o VMware Site Recovery Manager

 

  1. Clique em Menu.
  2. Clique em Site Recovery.

 

 

Iniciar o VMware Site Recovery Manager (continuação)

 

  1. Clique em OPEN Site Recovery.

O Site Recovery abrirá uma nova guia do navegador da web.

 

 

Iniciar o VMware Site Recovery Manager (continuação)

 

O dashboard do Site Recovery mostrará os sites atuais pareados pelo Site Recovery Manager e quaisquer replicações no mesmo vCenter.  É nesse local do VMware Site Recovery Manager que um pareamento de sites é criado.  Um pareamento de sites consiste em um site protegido e um site de recuperação.

  1. Clique em VIEW DETAILS para iniciar o Site Recovery Manager.

 

 

Faça login no Site Recovery Manager

 

Como estamos iniciando o Site Recovery Manager pelo Protected Site vCenter (vcsa-01a.corp.local), o Site Recovery Manager exige credenciais de login para se conectar ao Recovery vCenter (vcsa-01b.corp.local).

  1. Digite Administrator@corp.local em User name.
  2. Digite VMware1! em Password.
  3. Clique em LOG IN.

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery

 

  1. Clique no botão Customize and Control do Google Chrome.
  2. Clique no ícone de tela cheia.
  3. Minimize o painel Recent Tasks and Alarms.

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery (continuação)

 

Na guia Site Pair, a página Summary mostra o seguinte:

Observação: a versão do vCenter é a 6.5 U1.  Descreveremos o pareamento flexível em mais detalhes na Lição 4 do Módulo 1.

 

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery (continuação)

 

O vSphere Replication é totalmente integrado ao Site Recovery Manager, para que você possa gerenciá-lo e configurá-lo na mesma UI.  Este ambiente de laboratório utiliza o vSphere Replication.  O VMware Site Recovery Manager oferece suporte à replicação baseada em array por meio de um SRA específico de fornecedor. No entanto, para simplificar, este ambiente de laboratório foi desenvolvido para usar o vSphere Replication.

  1. Clique em Replication Servers para visualizar o servidor de replicação de sites protegidos vr-01a.corp.local.
  2. Clique no Recovery Site vCenter vcsa-01b.corp.local para visualizar seu servidor de replicação vr-01b.corp.local (não mostrado).

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery (continuação)

 

  1. Clique na guia Replications e depois em Forward replications para ver as replicações que foram configuradas.
  2. Clique em Reverse Replications para ver quaisquer replicações inversas. No momento, não há nenhuma configurada para ser visualizada.

 

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery (continuação)

 

Após configurar uma solução de replicação, você pode criar grupos de proteção. Um grupo de proteção é uma coleção de máquinas virtuais que o Site Recovery Manager protege em conjunto.

Dois grupos de proteção foram pré-configurados; você trabalhará com eles posteriormente em outros módulos do laboratório.

  1. Clique na guia Protection Groups e em Protection Status para visualizar os grupos de proteção atuais e seu status.

 

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery (continuação)

 

Um plano de recuperação é como um manual de operações automatizadas. Ele controla todas as etapas do processo de recuperação, incluindo a ordem em que o Site Recovery Manager liga e desliga as máquinas virtuais, os endereços de rede usados pelas máquinas virtuais recuperadas e assim por diante. Os planos de recuperação são flexíveis e personalizáveis.

Um plano de recuperação inclui um ou mais grupos de proteção. Você pode incluir um grupo de proteção em mais de um plano de recuperação. Por exemplo, você pode criar um plano de recuperação para lidar com uma migração de serviços planejada do site protegido para o site de recuperação e outro plano para lidar com um evento não planejado, como uma falta de energia ou um desastre natural. Neste exemplo, ter diferentes planos de recuperação fazendo referência a um grupo de proteção permite a você decidir como executará a recuperação.

Dois planos de recuperação foram pré-configurados; você trabalhará com eles posteriormente em outros módulos do laboratório.

  1. Clique na guia Recovery Plans para visualizar os planos de recuperação atuais e seus status.

 

 

 

Analise a UI HTML5 do Site Recovery (continuação)

 

 

  1. Clique com o botão direito do mouse no topo da janela do navegador e clique em Exit full screen.
  2. Feche o navegador da web.

Você concluiu esta lição. Vá para a próxima lição.

 

Pareamento flexível de sites


O VMware Site Recovery Manager 8.1 e o vSphere Replication 8.1 interoperam com várias versões do vCenter

O VMware Site Recovery Manager 8.1 (SRM) e o vSphere Replication 8.1 (VR) foram separados de versões específicas do vCenter. Isso significa que o SRM e o VR 8.1 podem ser instalados com o vCenter 6.0U3, 6.5, 6.5U1 ou 6.7. A mesma versão do vCenter não precisa mais estar em execução nos dois sites (por exemplo, o Site A executando o vCenter 6.0U3 e o Site B executando o vCenter 6.5). Essa flexibilidade torna a instalação, os upgrades e as operações contínuas com o SRM e o VR muito mais simples e fáceis para os clientes.

 

Observação: o SRM 8.1 funciona com o SRM 8.0 (usado pelo VMware Site RecoveryTM para VMware Cloud on AWS).


Você concluiu esta lição. Vá para a próxima lição.


Caminho de upgrade simplificado


 

O VMware Site Recovery Manager 8.1 e o vSphere Replication 8.1 oferecem suporte a upgrades de várias versões

Agora, o VMware Site Recovery Manager 8.1 e o vSphere Replication 8.1 oferecem suporte ao upgrade de várias versões anteriores para a versão mais recente. Isso, aliado à flexibilidade da versão do vCenter, torna mais fácil do que nunca utilizar a versão mais recente do SRM. Esse recurso reduz o tempo necessário e o número de etapas utilizadas, o que reduz os riscos.

Para obter mais informações sobre a instalação e o upgrade do VMware Site Recovery Manager, consulte Instalação e recuperação do Site Recovery Manager.

Para obter os caminhos de upgrade compatíveis do VMware Site Recovery Manager, selecione Upgrade Path e VMware Site Recovery Manager nas Matrizes de interoperabilidade de produtos VMware.


Você concluiu esta lição. Releia a conclusão deste módulo.


Conclusão


Neste módulo, você recebeu uma visão geral das novidades no VMware Site Recovery Manager 8.1.  Você fez um tour pela nova interface do usuário HTML5, além de aprender como o VMware Site Recovery Manager 8.1 (SRM) e o vSphere Replication 8.1 (VR) foram separados de versões específicas do vCenter, tornando o caminho de upgrade mais flexível.


 

Você terminou o Módulo 1

 

Parabéns por concluir o Módulo 1.

O Site Recovery Manager oferece os seguintes benefícios:

Esperamos que este módulo tenha mostrado alguns dos benefícios que o Site Recovery Manager pode oferecer.

Você pode passar para o próximo módulo ou qualquer outro módulo que seja do seu interesse.

 

 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.

 

Módulo 2: Failover de um site com o Site Recovery Manager (15 minutos, para iniciantes)

Visão geral do módulo


Este módulo permitirá que você teste alguns recursos do Site Recovery Manager sem exigir uma configuração detalhada. O módulo foi projetado para permitir que você conclua todas as ações necessárias em 15 minutos ou menos.

Este módulo contém as seguintes lições:

  • Lição 1: você executará a migração planejada de uma máquina virtual do data center principal para o local de DR. A máquina virtual já foi replicada para o site secundário e está pronta para passar por failover.
  • Lição 2: após a conclusão bem-sucedida do failover da máquina virtual, você aproveitará a função de reproteção do Site Recovery Manager para trazer a máquina virtual de volta do site secundário com o mínimo esforço de administração.

Tempo total necessário: 15 minutos.


Fazer failover de uma máquina virtual


Durante esta seção, você executará o failover de um aplicativo que já foi protegido com o Site Recovery Manager e replicado para o data center da Região B com o uso do vSphere Replication.


 

Como começar

 

Antes de começar, verifique se o status do laboratório indica Ready. Se o status for diferente de Ready, talvez seja necessário aguardar alguns minutos para que os serviços em segundo plano no laboratório concluam sua rotina de inicialização.

Se, após 5 minutos, o laboratório ainda indicar um status diferente de Ready, encerre o laboratório e implante uma nova instância.

 

 

Inicie o vSphere Web Client

 

Conecte-se ao vSphere Web Client para Region A - vcsa-01a.corp.local.

  1. Clique no ícone do Google Chrome localizado na barra de tarefas ou no desktop do Windows.

 

 

Selecione o marcador para RegionA vCenter HTML 5

 

Selecione o marcador RegionA > HTML 5 no Google Chrome e faça login no vSphere Web Client

 

 

Faça login no vSphere Web Client

 

Faça login no VMware vSphere Web Client usando as seguintes credenciais:

Nome de usuário: administrator@corp.local

Senha: VMware1!

 

 

Verifique o vSphere Replication

 

Você precisa verificar se a replicação da máquina virtual intro-app-01 foi configurada e se replicamos com êxito a máquina virtual para o data center da Região B.

No vSphere Web Client, navegue até Site Recovery

  1. Selecione Menu no vSphere HTML 5 Client
  2. Clique em Site Recovery

 

 

Abra o Site Recovery

 

1. Clique em Open Site Recovery

Será aberta uma nova guia para a nova página de gerenciamento do Site Recovery Manager baseada em HTML 5

 

 

Verifique o status de conectividade da replicação

Na nova página do Site Recovery, você verá um pareamento de sites estabelecido para vcsa-01a <--> vcsa01b

1. Na página inicial do Site Recovery, selecione o pareamento de sites vcsa-01a <--> vcsa01b e clique em View Details.

 

 

 

Autentique-se no Site Recovery Manager

 

1. Você deverá inserir as credenciais apropriadas para se autenticar no Site Recovery Manager.

Insira as seguintes informações de conta de usuário.

Nome de usuário: Administrator@corp.local

Senha: VMware1!

2. Clique no botão Log In para continuar.

 

 

Identifique as máquinas virtuais replicadas

 

1. Para ver os detalhes das máquinas virtuais replicadas neste site, selecione a guia Replications e clique em Forward Replications ou Reverse replications.

 

 

Localize a máquina virtual replicada especificada

 

  1. Selecione o menu Forward replications no painel de navegação à esquerda.
  2. Expanda a máquina virtual  intro-app-01 clicando à esquerda do nome da VM na coluna Virtual Machine.
  3. Os detalhes sobre o status de replicação da máquina virtual intro-app-01 são exibidos na guia Replication Details. Examine esses detalhes e verifique se o status exibido é OK.

 

 

Failover da VM com o Site Recovery Manager

 

 

Plano de recuperação

 

Agora que você já verificou que a máquina virtual intro-app-01 foi replicada para o data center da Região B, está pronto para fazer o failover deste aplicativo usando o Site Recovery Manager.

  1. Na página inicial Site Recovery, selecione o menu Recovery Plans
  2. Selecione o plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager no inventário do painel à esquerda.

 

 

Plano de recuperação destacado

 

Agora você iniciará o plano de recuperação da máquina virtual intro-app-01. Em um módulo posterior, você analisará detalhadamente as várias opções de recuperação e teste.

Com o plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager destacado na árvore de inventário:

1. Selecione o ícone Run Recovery Plan. Esse botão abre a caixa de diálogo Recovery Confirmation.

 

 

Seleção das opções de recuperação

 

1. Coloque uma marca de verificação na caixa. Ao fazer isso, você reconhece que continuar a partir desse ponto alterará a infraestrutura e as máquinas virtuais nos sites protegidos e de recuperação.

2. Dos dois tipos de recuperação disponíveis, selecione a opção Planned Migration.

3. Clique no botão Next para continuar.

 

 

Comece o failover da VM

 

  1. Verifique se suas seleções na tela anterior estão corretas e clique no botão Finish para começar a executar a recuperação na máquina virtual intro-app-01 do data center da RegionA01 para a RegionB01.

 

 

Monitore o progresso da recuperação

 

Agora você pode monitorar a recuperação da máquina virtual intro-app-01, à medida que o Site Recovery Manager percorre cada etapa do plano de recuperação. O processo de recuperação não deve demorar mais do que alguns minutos.

1. Clique na guia Recovery Steps para monitorar as várias etapas para visualizar informações adicionais.

 

 

Conclusão da recuperação

 

1. Depois que o plano de recuperação for concluído, você verá Plan Status como Recovery Complete

 

 

Status das etapas de recuperação

 

Os detalhes de todas as etapas executadas no plano indicam o status "Success", com o status geral do plano na parte superior do painel da janela principal exibindo a mensagem Recovery complete.

A próxima etapa é verificar se a máquina virtual intro-app-01 foi desligada no data center da RegionA01 e agora está sendo executada na infraestrutura do vSphere, localizada no data center da RegionB01.

 

 

Navegue novamente para o vSphere Web Client na RegionA1

 

Navegue novamente para o vSphere HTML 5 Client e verifique se a máquina virtual intro-app-01 foi desligada na RegionA1.

1. Uma guia ainda estará aberta no vCenter HTML 5 Client. Se não estiver, clique no Google Chrome e abra novamente o vSphere Web Client.

2. Selecione o ícone Home na parte superior da página do cliente Web.

3. No menu suspenso, selecione o item de menu VMs and Templates.

 

 

Verifique o status da máquina virtual no data center da RegionA01

 

Na árvore de inventário, no lado esquerdo da tela:

  1. Verifique se vcsa-01a.corp.local está destacado na parte superior da árvore de inventário.
  2. Expanda a pasta Protected Applications no data center da RegionA01 e selecione a máquina virtual intro-app-01.
  3. Selecione a guia VMs (talvez seja necessário diminuir a largura do painel esquerdo para que a guia fique visível).
  4. A máquina virtual intro-app-01 indica o status Powered Off.

 

 

Acesse Region-B vCenter – Verifique a recuperação de teste

 

  1. Selecione o marcador RegionB e selecione o link HTML5 Client

 

 

Faça login no vSphere Web Client

 

Faça login no VMware vSphere Web Client usando as seguintes credenciais:

Nome de usuário: administrator@corp.local

Senha: VMware1!

 

 

Navegue até a visualização VMs e Templates

 

  1. Selecione o ícone Menu na visualização atual do cliente Web vcsa-01b.corp.local.
  2. Selecione o item de menu Hosts and Clusters no menu suspenso de navegação.

 

 

Valide o status de execução da máquina virtual Intro-App-01.

 

  1. Expanda o cluster RegionB01-Comp01 no data center RegionB01.
  2. Selecione a máquina virtual intro-app-01
  3. Selecione a guia Summary 

Você verá que a máquina virtual intro-app-01 está agora em execução em RegionB01. 

 

 

Reproteger e fazer failback


Nesta lição, você configurará a reproteção do aplicativo que foi submetido a failover no data center RegionB01 na lição anterior. Esta lição será concluída com o failback do aplicativo intro-app-01 para seu local original no data center da RegionA01.


 

Site Recovery Manager

 

Na lição anterior, verificamos que a máquina virtual intro-app-01 foi recuperada com êxito na RegionB01. Você começará o processo de preparação da máquina virtual que será submetida a failback no data center da RegionA01 usando o Site Recovery Manager.

Esse processo pode ser realizado no vCenter Server. No entanto, como já estamos visualizando o cliente Web do vCenter em RegionB01, executaremos todas as ações nesse site.

  1. Na página atual do vSphere HTML Client, expanda o menu de navegação clicando no ícone Menu na parte superior da tela.
  2. Selecione a opção de menu Site Recovery no menu suspenso.

 

 

Abra o Site Recovery

 

1. Clique em Open Site Recovery para abrir a página inicial Site Recovery

 

 

Abra os detalhes do pareamento de sites

1. Na página inicial Site Recovery, selecione o pareamento de sites vcsa-01b <--> vcsa01a e clique em View Details.

* Talvez seja necessário que você faça login no Site Recovery Manager para ver o pareamento de sites novamente. 

Nome de usuário: administrator@corp.local

Senha: VMware1!

 

 

 

Navegue até a guia Recovery Plans

  1. Na página inicial Site Recovery, selecione a guia Recovery Plans.
  2. No painel à esquerda, selecione o plano de recuperação "Introduction to Site Recovery Manager"

 

 

 

Visualização do plano de recuperação

  1. Com o plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager selecionado, você poderá analisar os vários detalhes sobre o plano de recuperação. Navegue e analise cada uma dessas guias, clicando nelas e revisando as informações sobre o plano de recuperação.

 

 

Reproteja Intro-app-01

 

Agora, você inverterá a direção da replicação e da proteção da máquina virtual intro-app-01 executando o recurso nativo de reproteção do Site Recovery Manager.

  1. Verifique se o item de menu de plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager foi selecionado no menu à esquerda.  
  2. Selecione a guia Recovery Steps na parte superior da seção principal da página.
  3. Clique no botão Reprotect (ícone de escudo com parafuso) acima do campo Description na página principal.

 

 

Opções de confirmação

 

  1. Coloque uma marca de seleção na caixa de diálogo de confirmação. (A opção Force Cleanup estará cinza e não estará disponível como uma opção no momento.)
  2. Selecione Next para continuar.

 

 

Confirmação da reproteção

 

  1. Verifique se as seleções feitas na etapa anterior estão corretas. Em seguida, selecione Finish para executar o fluxo de trabalho de reproteção.

 

 

Monitore o status do fluxo de trabalho de reproteção

 

Monitore o progresso do fluxo de trabalho de reproteção.

Essa etapa pode levar alguns minutos, enquanto a replicação de armazenamento é invertida e sincronizada na direção oposta da máquina virtual intro-app-01. Você pode monitorar o status da replicação da máquina virtual, ao navegar pela página vSphere Replication do vSphere Web Client.

 

 

 

vSphere Replication

 

Para monitorar o status de replicação da máquina virtual intro-app-01:

  1. Na página atual, selecione a guia Replications na parte superior da tela.
  2. Clique em ˅ para expandir os detalhes sobre a replicação

Na guia Replication Details, na parte inferior da tela principal, monitore o progresso da replicação da máquina virtual intro-app-01. Após a conclusão da replicação da máquina virtual intro-app-01, o indicador de status na guia Replication Details deverá exibir OK.

"Se o indicador de status não mudar para "OK" após alguns minutos, atualize a UI do vCenter" 

 

 

Site Recovery Manager

Após a conclusão da replicação da máquina virtual intro-app-01, você precisará verificar se o fluxo de trabalho de reproteção do Site Recovery Manager foi concluído com êxito.

  1. Na página atual, selecione a guia Recovery Plans na parte superior da tela.
  2. No menu do painel à esquerda, selecione o plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager
  3. Agora, o plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager exibirá o status Ready. Isso indica que o fluxo de trabalho anterior foi executado com êxito e o plano de recuperação está pronto para ser executado a fim de recuperar a máquina virtual de volta ao data center da RegionA01, que agora é o site de recuperação do aplicativo.

 

 

 

Failback da máquina virtual com o Site Recovery Manager

Agora você executará o processo de failback na máquina virtual intro-app-01.

  1. Verifique se o item de menu de plano de recuperação Introduction to Site Recovery Manager foi selecionado no menu à esquerda.  
  2. Para iniciar o processo de failback da máquina virtual para o data center da RegionA01, selecione o ícone Run Recovery Plan.

 

 

 

Selecione opções de recuperação

 

  1. Coloque uma marca de verificação na caixa para reconhecer que continuar a partir deste ponto pode causar alterações significativas no ambiente.
  2. Selecione o botão de opção Planned Migration. Essa opção executará primeiro um desligamento normal da máquina virtual protegida no data center de origem (RegionB01), executará uma replicação de todos os dados alterados recentemente e, em seguida, prosseguirá com a recuperação da máquina virtual intro-01.corp.local no data center de destino on-line.
  3. Selecione o botão Next para continuar.

 

 

Verifique as opções de recuperação

 

  1. Verifique se as seleções feitas na etapa anterior estão corretas. Em seguida, clique no botão Finish para começar o fluxo de trabalho de migração/failback planejado.

 

 

Conclusão da recuperação

 

  1. Você pode monitorar o status de recuperação da máquina virtual acompanhando o progresso das etapas na guia Recovery Steps
  2. Após a conclusão bem-sucedida do plano de recuperação, a seção Plan Status exibirá a mensagem Recovery Complete.

 Observe que esta etapa levará até cinco minutos para ser concluída.

 

 

Visualização do inventário de VMs e templates

 

Quando Plan Status exibir "Recovery Complete", podemos navegar novamente para a visualização VMs and Templates no vSphere Web Client para verificar se a máquina virtual intro-app-01 está mais uma vez em execução no data center da RegionA01.

  1. Certifique-se de que você esteja conectado ao vSphere Client da RegionA01. Caso contrário, abra uma nova guia do Google Chrome e conecte-se ao vCenter da RegionA01, usando o marcador no Google Chrome.
  2. Selecione a opção de menu VMs and Templates no menu suspenso.

 

 

Verifique a recuperação da máquina virtual

 

  1. Expanda o objeto de inventário de data center da RegionA01, expanda a pasta Protected Applications e destaque a máquina virtual intro-app-01.
  2. Selecione a guia Summary e verifique se a VM está ligada e funcionando.

 

Conclusão


Neste módulo, você fez failover da máquina virtual intro-app-01 para o site de recuperação no data center da RegionB01. Em seguida, você reprotegeu a máquina virtual que, com o mínimo de sobrecarga administrativa, inverteu as direções de replicação e proteção do aplicativo intro-app-01.

Você concluiu este módulo usando o Site Recovery Manager para fazer failback da máquina virtual de volta a seu local original no data center da RegionA01.


 

Você terminou o Módulo 2

 

Parabéns por concluir o Módulo 2.

O Site Recovery Manager oferece os seguintes benefícios:

  • Redução do custo de DR em até 50%, ao diminuir a área de cobertura do hardware x86, ao simplificar a proteção por meio da replicação baseada em políticas e centrada em VM e ao diminuir as despesas operacionais.
  • Testes contínuos permitem ensaios de DR mais frequentes, o que minimiza os riscos.
  • Planos de recuperação que podem ser facilmente atualizados e testados, à medida que novas cargas de trabalho são aprovisionadas.
  • Flexibilidade para proteger praticamente qualquer carga de trabalho executada em uma máquina virtual.
  • Personalização automatizada de máquinas virtuais para melhorar ainda mais os tempos de recuperação e reduzir os riscos.
  • Relatórios detalhados que atendem facilmente aos requisitos normativos para documentação de planos de recuperação de desastres e proteção de dados.

Esperamos que este módulo tenha mostrado alguns dos benefícios que o Site Recovery Manager pode oferecer.

Você pode passar para o próximo módulo ou qualquer outro módulo que seja do seu interesse.

 

 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.

 

Módulo 3: Execução de um plano de recuperação de desastres usando o Site Recovery Manager (60 minutos, para iniciantes)

Visão geral do módulo


O departamento de contabilidade concluiu recentemente a migração de todos os dados financeiros da empresa para uma nova plataforma de aplicativos multicamadas. O novo aplicativo consiste em três máquinas virtuais: Acct-App-01, Acct-DB-01 e Acct-Web-01.

Quando as máquinas virtuais do departamento de contabilidade estão em produção, elas ficam completamente dependentes umas das outras; por isso, é fundamental que elas possam ser recuperadas em conjunto. Se essas máquinas virtuais não forem operadas em conjunto ou não forem gerenciadas em uma sequência especificada pelo fornecedor do aplicativo, poderá ocorrer perda de dados ou um estado irrecuperável do sistema.

O departamento de contabilidade deseja que você garanta que esse aplicativo essencial aos negócios seja protegido e recuperável caso haja uma interrupção prevista ou inesperada do data center primário.

Para evitar a auditoria, a empresa também deve fornecer um relatório sobre o status do plano de recuperação de desastres do aplicativo a qualquer momento. Esse relatório deve descrever detalhadamente o processo de recuperação e identificar claramente se a execução do plano será bem-sucedida ou não.

Você também terá a oportunidade de criar um plano de recuperação no nível do site para permitir um failover de todas as máquinas virtuais caso haja uma falha catastrófica do data center primário. Em seguida, você testará seu plano de recuperação em várias máquinas virtuais e, como uma etapa opcional, terá a oportunidade de executar um failover completo no site.

Por fim, você analisará os relatórios de auditoria e verá como pode utilizar o vRealize Log Insight e o pacote de conteúdo do SRM para facilitar o monitoramento do plano de recuperação de desastres.

Tempo total necessário: 60 minutos


Proteger máquinas virtuais com o Site Recovery Manager


Esta lição se concentrará na criação de um grupo de proteção com três máquinas virtuais.


 

Iniciar o vSphere Web Client

  1. Conecte-se ao vSphere Web Client de Region A - vcsa-01a.corp.local.
  2. Clique no ícone do Google Chrome localizado na barra de tarefas do Windows ou no desktop.

 

 

 

Selecionar o marcador de RegionA vCenter HTML 5

Selecione o marcador RegionA > HTML 5 no Google Chrome e faça login no vSphere Web Client

 

 

 

Fazer login no vSphere Web Client

Faça login no VMware vSphere Web Client usando as seguintes credenciais:

Nome de usuário: administrator@corp.local

Senha: VMware1!

 

 

 

Abrir o Site Recovery Manager

No vSphere Client, navegue até Site Recovery

  1. Selecione Menu no vSphere Client
  2. Clique em Site Recovery

 

 

 

Abrir o Site Recovery

 

1. Clique em Open Site Recovery

Será aberta uma nova guia para a nova página de gerenciamento do Site Recovery Manager baseada em HTML 5

 

 

Selecionar a visualização de detalhes de vcsa-01a vcsa-01b

 

Na nova página do Site Recovery, você verá um pareamento de sites estabelecido para vcsa-01a <--> vcsa01b

1. Na página inicial do Site Recovery, selecione o pareamento de sites vcsa-01a <--> vcsa01b e clique em View Details.

 

 

Autenticar-se no Site Recovery Manager

1. Você deverá inserir as credenciais apropriadas para se autenticar no Site Recovery Manager.

Insira as seguintes informações de conta de usuário.

Nome de usuário: Administrator@corp.local

Senha: VMware1!

2. Clique no botão Log In para continuar.

 

 

 

Navegar até grupos de proteção

 

  1. Selecione a guia Protection Groups na parte superior da tela.
  2. Clique em +New para criar um novo grupo de proteção

Um grupo de proteção é uma coleção de uma ou mais máquinas virtuais que são submetidas a failover e failback como uma unidade. Em muitos casos, um grupo de proteção consiste em várias máquinas virtuais que oferecem suporte a um serviço como um sistema de contabilidade. Por exemplo, o sistema de contabilidade consiste em um servidor de banco de dados, um servidor de aplicativos e um servidor da Web. Na maioria dos casos, não é vantajoso fazer failover de parte de um serviço (ou seja, apenas de um ou dois dos servidores no exemplo). As três máquinas virtuais seriam incluídas em um grupo de proteção para habilitar o failover dos serviços.

 

 

Inserir nome do grupo de proteção

 

A criação de um grupo de proteção para cada aplicativo ou serviço também oferece a vantagem do teste seletivo. Com o Site Recovery Manager, ter um grupo de proteção para cada aplicativo permite testes contínuos e de baixo risco de aplicativos individuais. Os proprietários de aplicativos podem testar planos de recuperação de desastres, conforme necessário.

  1. No campo Name, insira "Accounting Protection Group".
  2. Insira a descrição "Accounting department protection group".
  3. Selecione a direção de proteção RegionA01 -> RegionB01.
  4. Selecione Next.

 

 

Tipo de grupo de proteção

 

  1. Selecione o tipo de grupo Individual VMs (vSphere Replication).
  2. Selecione Next.

 

 

Selecionar membros de grupo

 

  1. Selecione as máquinas virtuais Acct-Web-01, Acct-App-01 e Acct-DB-01.
  2. Selecione Next.

 

 

Novo grupo de proteção – Plano de recuperação

 

Em seguida, você poderá adicionar, se desejar, o grupo de proteção recém-criado a um plano de recuperação existente ou criar um novo. Para os fins deste exercício, selecione "Do not add to recovery plan now".

Criaremos e configuraremos um plano de recuperação durante a próxima lição.

1. Selecione "Do not add to recovery plan now".

2. Clique em Next.

 

 

Verificar a configuração do grupo de proteção

 

  1. Analise e selecione Finish.

 

 

Grupo de proteção de contabilidade concluído

 

Ao concluir, você verá o novo Accounting Protection Group listado.

Depois que um grupo de proteção for criado e as máquinas virtuais tiverem sido protegidas com êxito, as máquinas virtuais do espaço reservado ficarão visíveis no inventário do vCenter Server no site de recuperação Região B. A presença de espaços reservados fornece uma indicação visual aos administradores do Site Recovery Manager de que as máquinas virtuais estão protegidas. As máquinas virtuais do espaço reservado têm um ícone exclusivo no vSphere Web Client.

Se o status de proteção não for alterado para "OK" após alguns minutos, atualize a UI do vCenter.

 

 

Region B vCenter – Verificar o grupo de proteção

 

  1. Abra uma nova guia no Google Chrome e selecione Region B > HTML5 Client

 

 

Fazer login no vSphere Client para RegionB

 

  1. Verifique se o vCenter Web Client de vcsa-01b.corp.local é renderizado nesta parte da lição.
  2. Faça login no vSphere Client usando as seguintes credenciais:

Nome de usuário: administrator@corp.local

Senha: VMware1!

 

 

Região B – VMs e templates do vCenter

 

  1. Selecione o menu suspenso Menu.
  2. Selecione VMs and Templates.

 

 

Região B – VMs e templates do vCenter (continuação)

 

  1. Expanda RegionB01 Datacenter e selecione a pasta Protected Applications.

A presença dos espaços reservados das VMs Acct-App-01, Acct-DB-01 e Acct-Web-01 fornece aos administradores do Site Recovery Manager uma indicação visual de que as máquinas virtuais estão protegidas. As máquinas virtuais de espaço reservado têm um ícone exclusivo no vSphere Web Client e não estão ligadas.

Você concluiu a lição 1 do módulo 3. Agora, é recomendável que você inicie a lição 2 do módulo 3.

 

 

Criar um plano de recuperação de máquina virtual


Após configurar o grupo de proteção, você poderá criar um plano de recuperação para as máquinas virtuais Acct-App-01, Acc-DB-01 e Acct-Web-01. O plano de recuperação controla cada etapa do processo de recuperação, incluindo a ordem em que as máquinas virtuais são recuperadas, as alterações de endereço IP etc.


 

Iniciar o vSphere Web Client

Pode ser que seu vSphere Client já esteja aberto. Se não estiver, siga as próximas etapas para se conectar ao vCenter e ao Site Recovery Manager.

  1. Conecte-se ao vSphere Web Client de Region A - vcsa-01a.corp.local.
  2. Clique no ícone do Google Chrome localizado na barra de tarefas do Windows ou no desktop.

 

 

 

Selecionar o marcador de RegionA vCenter HTML 5

Selecione o marcador RegionA > HTML 5 no Google Chrome e faça login no vSphere Web Client

 

 

 

Fazer login no vSphere Web Client

Faça login no VMware vSphere Web Client usando as seguintes credenciais:

Nome de usuário: administrator@corp.local

Senha: VMware1!

 

 

 

Abrir o Site Recovery Manager

No vSphere Client, navegue até Site Recovery

  1. Selecione Menu no vSphere Client
  2. Clique em Site Recovery

 

 

 

Abrir o Site Recovery

 

1. Clique em Open Site Recovery

Será aberta uma nova guia para a nova página de gerenciamento do Site Recovery Manager baseada em HTML 5

 

 

Selecionar a visualização de detalhes de vcsa-01a vcsa-01b

 

Na nova página do Site Recovery, você verá um pareamento de sites estabelecido para vcsa-01a <--> vcsa01b

1. Na página inicial do Site Recovery, selecione o pareamento de sites vcsa-01a <--> vcsa01b e clique em View Details.

 

 

Autenticar-se no Site Recovery Manager

1. Você deverá inserir as credenciais apropriadas para se autenticar no Site Recovery Manager.

Insira as seguintes informações de conta de usuário.

Nome de usuário: Administrator@corp.local

Senha: VMware1!

2. Clique no botão Log In para continuar.

 

 

 

Criar plano de recuperação

 

  1. Selecione a guia Recovery Plans.
  2. Selecione +New para criar um plano de recuperação.

 

 

Nome e local do plano de recuperação

 

A criação de um plano de recuperação para cada aplicativo permite testes e failover de aplicativos individuais. A criação de um plano de recuperação que inclua um ou todos os grupos de proteção será útil durante os testes e o failover de todos os aplicativos em um site.

  1. Insira o nome "Accounting Recovery Plan".
  2. Insira a descrição "Accounting department Recovery Plan".
  3. Selecione a direção RegionA01 --> RegionB01
  4. Selecione Next.

 

 

Selecionar grupo de proteção

 

Um plano de recuperação deve conter um ou mais grupos de proteção. Um grupo de proteção pode fazer parte de mais de um plano de recuperação. Nesta lição, você usará a opção Accounting Protection Group para configurar este plano de recuperação.

  1. Selecione Accounting Protection Group.
  2. Selecione Next.

 

 

Redes de teste do plano de recuperação

 

Uma das etapas da criação de um plano de recuperação é configurar uma rede de teste para cada rede de recuperação no site de recuperação. Ao testar um plano de recuperação, as máquinas virtuais recuperadas são conectadas a uma rede de teste correspondente, conforme definido em um plano de recuperação. Por padrão, o Site Recovery Manager usa uma rede isolada, um switch virtual sem conectividade externa criado dinamicamente quando um plano de recuperação é testado. Essa é uma abordagem simples e eficaz, mas a conectividade entre as máquinas virtuais limita-se às máquinas virtuais em execução no mesmo host do vSphere. A configuração padrão, "Use site-level mapping", pode ser alterada para outro grupo de portas disponível no site de recuperação.

  1. Selecione Next.

 

 

Concluir plano de recuperação

 

  1. Selecione Finish.

 

 

Plano de recuperação contábil concluído

 

Ao concluir, você verá o novo plano de recuperação contábil listado em Accounting Recovery Plan.

Você concluiu a lição 2 do módulo 3. Agora, é recomendável que você inicie a lição 3 do módulo 3.

 

Testar o plano de recuperação


Após criar um plano de recuperação, é recomendável testá-lo para verificar se ele está funcionando conforme o esperado. O Site Recovery Manager apresenta um mecanismo de teste contínuo para facilitar o teste a qualquer momento. É comum que uma organização teste um plano de recuperação várias vezes após sua criação para resolver os problemas encontrados na primeira vez em que o plano de recuperação é testado.


 

Testar um plano de recuperação

 

  1. Certifique-se de que você esteja conectado à página inicial do Site Recovery > selecione a guia Recovery Plans.
  2. No painel esquerdo, selecione Accounting Recovery Plan.
  3. Clique no botão Play verde para testar o plano de recuperação.

 

 

Replicar alterações recentes

 

Neste teste específico, não replicaremos nenhuma alteração recente no site de recuperação. Isso será feito basicamente para reduzir o tempo necessário à conclusão desta etapa no ambiente de laboratório.

  1. Desmarque a caixa de seleção Replicate recent changes to recovery site.
  2. Selecione Next.

 

 

Verificar opções de teste do plano de recuperação

 

  1. Verifique se as opções escolhidas nas etapas anteriores estão corretas e clique em Finish para começar o teste.

 

 

Monitorar o progresso do teste do plano de recuperação

 

  1. Em Plan Status, verifique se o status do plano é Test Complete.
  2. Verifique se as VMs do aplicativo de contabilidade foram ligadas.

Se algum erro for encontrado durante a fase de teste de um plano de recuperação, você poderá corrigir os problemas e executar novamente o plano para garantir que todas as etapas sejam concluídas sem erros.

Observe que esta etapa pode levar até cinco minutos para ser concluída.

 

 

Concluir teste de recuperação

 

  1. Depois que o teste de recuperação for concluído, Plan Status exibirá Test Complete.
  2. Você pode analisar o histórico do plano para visualizar erros ou avisos da ação do plano de recuperação.

 

 

Limpar o plano de recuperação

 

  1. Selecione Accounting Recovery Plan no menu à esquerda.
  2. Selecione a guia Recovery Steps no painel Accounting Recovery Plan.
  3. Selecione o ícone Cleanup para limpar o teste e preparar o plano para uso futuro.

 

 

Opções de limpeza do plano de recuperação

 

  1. Clique em Next para continuar.

 

 

Verificar opções

 

  1. Verifique as opções de limpeza e clique em Finish para executar a limpeza do teste de recuperação.

 

 

Plano de recuperação pronto

 

Depois que a limpeza do teste for concluída, seu plano de recuperação estará pronto para ser executado como outro teste ou como um failover real.

Agora, o campo Plan Status exibirá Ready.

Você concluiu a lição 3 do módulo 3. Agora, é recomendável que você inicie a lição 4 do módulo 3.

 

 

Criar plano de recuperação no nível do site


Esta seção demonstrará como criar um plano de recuperação no nível do site com vários grupos de proteção que já são parte de outros planos de recuperação.

Com a conclusão bem-sucedida do teste do grupo de proteção de contabilidade e do plano de recuperação, você deve garantir que a Rainpole Corp. seja capaz de recuperar todo o data center de São Francisco (Região A) caso ocorra uma interrupção planejada ou não planejada.


 

Criar plano de recuperação no nível do site

 

Certifique-se de que você ainda esteja conectado ao Site Recovery Manager.

  1. Navegue até a guia Recovery Plans.
  2. Selecione +New para criar um novo plano de recuperação.

 

 

Atribuir um nome ao plano de recuperação

 

  1. Em Name, insira o nome Site-Wide Recovery Plan.
  2. Em Description, insira a descrição Recovery plan for the entire RegionA datacenter.
  3. Selecione RegionA01 --> RegionB01.
  4. Selecione Next.

 

 

Selecionar grupos de proteção

 

1. Coloque uma marca de seleção ao lado de todos os grupos de proteção listados. Assim, você poderá recuperar todas as máquinas virtuais associadas aos grupos de proteção, executando um plano de recuperação único.

2. Selecione Next.

 

 

Selecionar redes de teste

 

É nesta etapa que você definirá as redes específicas às quais as máquinas virtuais recuperadas se conectarão quando você estiver executando um teste do plano de recuperação.

  1. Deixe todas as configurações com seus valores padrão e clique em Next para continuar.

 

 

Confirmação do plano de recuperação

 

Verifique se as opções selecionadas nas etapas anteriores estão corretas e selecione Finish para concluir a criação do novo plano de recuperação.

 

 

Iniciar plano de recuperação no nível do site

 

  1. Selecione Site-Wide Recovery Plan no painel do menu à esquerda.
  2. Selecione o botão Recovery Steps.
  3. Expanda a etapa de recuperação Power on Priority 3 VMs para visualizar a lista de todas as VMs que serão recuperadas como parte desse plano de recuperação. 
  4. Selecione o ícone Play verde na visualização Recovery Steps para começar a testar o plano de recuperação no nível do site.

 

 

Analisar o plano de recuperação

 

  1. Desmarque Replicate recent changes to recovery site.
  2. Selecione Next.

 

 

Pronto para concluir o plano de recuperação no nível do site

 

  1. Analise e selecione Finish.

 

 

 

Plano de recuperação no nível do site concluído

 

1. Clique na guia Recovery Steps para monitorar o progresso do teste de failover no nível do site.

2. Quando o teste terminar, o status do plano de recuperação no nível do site mudará para Test complete.

Observe que esta etapa pode levar até cinco minutos para ser concluída.

 

 

Verificar o grupo de proteção – Region B vCenter

 

  1. Uma guia do vCenter deverá estar aberta em RegionB vCenter.  Se não estiver, abra uma nova guia e conecte-se ao vCenter Client de vcsa-01b.corp.local usando o nome de usuário administrator@vsphere.local e a senha VMware1! .
  2. Verifique se o vCenter Web Client de vcsa-01b.corp.local é renderizado nesta parte da lição.

 

 

Region B vCenter – Visualização de inventário

 

  1. Selecione o menu suspenso Menu.
  2. Selecione VMs and Templates no menu suspenso.

 

 

Region B vCenter – Verificar estado operacional

 

  1. Verifique se você está usando o vCenter de vcsa-01b.corp.local.
  2. Expanda a árvore de navegação, vcsa-01b.corp.local > RegionB01 > Protected Applications e verifique se todas as máquinas virtuais listadas foram ligadas no site par RegionB01 vCenter.

 

 

Limpar o teste de recuperação

 

  1. Navegue novamente até a guia Site Recovery de SRM-01A.

Se você tiver fechado a guia anterior do Site Recovery Manager, faça login novamente para ver e limpar o teste de recuperação

 

 

Limpeza dos planos de recuperação

 

  1. Selecione a guia Recovery Plans
  2. No menu do painel esquerdo, selecione Site-wide Recovery Plan
  3. Clique em Cleanup

 

 

Opções de limpeza do plano de recuperação

 

  1. Clique em Next para continuar.

 

 

Opções de limpeza do plano de recuperação (continuação)

 

  1. Analise e selecione Finish.

 

 

Plano de recuperação no nível do site – Pronto

 

Depois que a limpeza do teste for concluída, seu plano de recuperação estará pronto para ser executado como outro teste ou como um failover real.

Agora, o campo Plan Status exibirá Ready.

Você concluiu a lição 4 do módulo 3. Agora, é recomendável que você inicie a lição 5 do módulo 3.

 

 

Analisar relatório de auditoria no Site Recovery Manager


Os históricos do plano de recuperação fornecem informações sobre cada execução, teste ou limpeza de um plano de recuperação. O histórico contém informações sobre o resultado e as horas de início e término de todo o plano e de cada etapa do plano. Você pode exportar o histórico a qualquer momento, mas o histórico sempre contém entradas apenas referentes a operações concluídas. Se uma operação estiver em andamento, o histórico será exibido após a conclusão da operação.


 

Selecionar plano de recuperação

 

  1. Confirme que você ainda está conectado ao Site Recovery.
  2. Navegue até a guia Recovery Plans
  3. No painel esquerdo, selecione Accounting Recovery Plan
  4. Selecione a guia History

Esta lista exibe todos os detalhes sobre ações que foram executadas neste plano de recuperação no período exibido.

 

 

Selecionar relatório

 

  1. Destaque a entrada de teste mais recente do plano de recuperação selecionado.
  2. Clique no botão Export Report para iniciar o Export Report Wizard.

 

 

Formato do relatório

 

  1. No menu suspenso, selecione o formato para o qual você deseja exportar o relatório. Neste exercício, você selecionará a opção de formato Web Page (*.html).
  2. Após fazer sua seleção, clique em Open in New Tab. Isso lhe dará acesso imediato ao relatório.

Você também pode fazer download do relatório para um computador local.

 

 

Visualizar relatório

 

Agora, você pode visualizar o relatório exportado, juntamente com detalhes específicos sobre cada etapa definida no plano de recuperação e o status de conclusão de cada etapa.

Você concluiu a lição 5 do módulo 3. Agora, é recomendável que você inicie a lição 6 do módulo 3.

 

Conclusão


Parabéns por concluir o Módulo 3.

Este módulo abordou os principais recursos do Site Recovery Manager, a criação de grupos de proteção e planos de recuperação e os testes dos planos de recuperação. Os relatórios de auditoria também foram abordados. Você encontrará mais detalhes sobre essas soluções na documentação da VMware e em outros recursos, como blogs da VMware e a Base de conhecimento da VMware.


 

Você terminou o Módulo 3

 

O Site Recovery Manager oferece os seguintes benefícios:

  • Redução do custo de DR em até 50% ao diminuir a área de cobertura do hardware x86, ao simplificar a proteção por meio da replicação baseada em políticas e centrada em VM e ao diminuir as despesas operacionais.
  • Testes contínuos permitem ensaios de DR mais frequentes, o que minimiza os riscos.
  • Planos de recuperação que podem ser facilmente atualizados e testados, à medida que novas cargas de trabalho são aprovisionadas.
  • Flexibilidade para proteger praticamente qualquer carga de trabalho executada em uma máquina virtual.
  • Personalização automatizada de máquinas virtuais para melhorar ainda mais os tempos de recuperação e reduzir os riscos.
  • Relatórios detalhados que atendem facilmente aos requisitos normativos para documentação de planos de recuperação de desastres e proteção de dados.

Esperamos que este módulo tenha mostrado alguns dos benefícios que o Site Recovery Manager pode oferecer.

Você pode passar para o próximo módulo ou qualquer outro módulo que seja do seu interesse.

 

 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 4: Tópicos avançados do Site Recovery Manager (30 minutos, avançado)

Visão geral do módulo


O Site Recovery Manager, além de fornecer o recurso de failover e recuperação de máquinas virtuais entre datacenters, também inclui vários recursos avançados que podem aprimorar os recursos de recuperação da solução. Neste módulo, analisaremos vários desses recursos.

Lição 1: Visão geral das propriedades de recuperação da máquina virtual

Lição 2: Personalização do endereço IP da máquina virtual durante o failover

Lição 3: Opções de inicialização da máquina virtual

Lição 4: vSphere Replication, opções avançadas

Lição 5: Ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1


Visão geral das propriedades de recuperação da máquina virtual


Nesta lição, apresentaremos várias opções avançadas disponíveis no Site Recovery Manager para recuperação de VMs individuais.


 

Como começar

 

Antes de começar, verifique se o status do laboratório indica Ready. Se o status for diferente de Ready, talvez seja necessário aguardar alguns minutos para que os serviços em segundo plano no laboratório concluam sua rotina de inicialização.

Se, após 5 minutos, o laboratório ainda indicar um status diferente de Ready, encerre o laboratório e implante novamente outra instância.

 

 

Iniciar o Google Chrome

 

  1. Clique em Google Chrome para abrir o navegador da web.

 

 

Iniciar o vSphere Client

 

  1. Clique em RegionA.
  2. Clique em HTML5.
  3. Marque Use Windows session authentication.
  4. Clique em Login.

 

 

vSphere Replication

 

O vSphere Replication é integrado ao Site Recovery Manager.

  1. Clique em Menu.
  2. Clique em Site Recovery.

 

 

Iniciar o Site Recovery

 

  1. Clique em OPEN Site Recovery.

 

 

Iniciar o Site Recovery (continuação)

 

  1. Clique em VIEW DETAILS no par de sites vcsa-01a.corp.local e vcsa-01b.corp.local.

 

 

Autenticação do site remoto

 

  1. Digite Administrator@corp.local em Username.
  2. Digite VMware1! em Password.
  3. Clique em LOG IN para continuar.

 

 

Verificar status de conexão da replicação

 

  1. Clique em Replication Servers.
  2. Verifique se vcsa-01a.corp.local é o site selecionado.
  3. Verifique se o status do servidor de replicação vr-01a é Connected.
  4. Selecione também o site vcsa-01b.corp.local para verificar se o status do servidor de replicação vr-01b é Connected.

Observação: como "vcsa-01a.corp.local" é o site protegido, a coluna Replications listará "0" para "vr-01a", pois não há replicações inversas no momento.  O servidor de replicação "vr-01b" listará a quantidade de replicações diretas na coluna Replications.

 

 

Visualizar status do vSphere Replication

 

  1. Selecione a guia Replications.
  2. Selecione Forward Replications no menu à esquerda.
  3. Verifique se o status das máquinas virtuais Sales é OK.

 

 

Assegurar que os sites principais e de recuperação estejam conectados

 

O site RegionA01 é representado pelo vCenter Server vcsa-01a.corp.local.  O site RegionB01 é representado pelo vCenter Server vcsa-01b.corp.local.

  1. Selecione a guia Site Pair.
  2. Destaque Summary no painel à esquerda.
  3. Verifique se RegionA01 e RegionB01 estão exibindo Connected em ambos os sites.

 

 

Visualização dos planos de recuperação

 

Um Plano de Recuperação realiza uma série de etapas, executadas em uma ordem específica em um determinado fluxo de trabalho, como uma migração planejada ou uma reproteção. Você não pode alterar a ordem ou a finalidade das etapas, mas pode inserir suas próprias etapas, que exibem mensagens e executam comandos.

O Site Recovery Manager executa as etapas do plano de recuperação de acordo com o método de teste ou recuperação.

  1. Selecione a guia Recovery Plans.
  2. Clique em Sales Application Recovery Plan na lista de planos de recuperação disponíveis.

 

 

Opções de recuperação de máquina virtual individual

 

  1. Ajuste o tamanho do painel esquerdo para que Virtual Machines apareça na parte superior.
  2. Clique em Virtual Machines.

 

 

Opções de recuperação de máquina virtual individual (continuação)

 

Existem duas máquinas virtuais no plano de recuperação de aplicativo de vendas.  Essas duas máquinas virtuais fazem parte de um aplicativo de vendas multicamadas. As duas máquinas virtuais são:

  • sales-app-01: esta VM aceita solicitações do usuário final e as processa para exibir o que o usuário final solicita.
  • sales-db-01: esta VM é o host de vários bancos de dados e armazena todos os dados relacionados a campanhas de vendas atuais e passadas.

Agora você examinará as propriedades de recuperação individual dessas máquinas virtuais. 

  1. Clique com o botão direito do mouse na VM sales-app-01.
  2. Selecione Configure Recovery no menu suspenso.

 

 

Grupos de prioridade

 

No Site Recovery Manager, você tem a opção de colocar uma máquina virtual a ser recuperada em até cinco grupos de prioridades diferentes.  As VMs do grupo de prioridade 1 serão iniciadas primeiro, enquanto as VMs do grupo de prioridade 5 serão iniciadas por último.  Todas as máquinas virtuais do mesmo grupo de prioridade serão ligadas antes que o Site Recovery Manager passe para o próximo grupo de prioridade para começar a ligar essas máquinas virtuais.

Para visualizar os grupos de prioridade:

  1. Ao lado de Priority Group, selecione a seta suspensa e a opção número 3.

 

 

Dependências de máquina virtual

 

Se uma das máquinas virtuais precisar ser ligada antes de outras pertencentes ao mesmo grupo de prioridade, você poderá usar dependências de VM. Com as dependências de VM, é possível especificar uma ou mais VMs que devem ser ligadas antes da VM na qual você está definindo a dependência.  Observe que você só pode definir dependências para máquinas virtuais pertencentes ao mesmo grupo de prioridade.

Para visualizar e configurar as opções de dependências de VM:

  1. Selecione e expanda VM Dependencies.
  2. Role a tela para baixo para visualizar todas as opções em VM Dependencies.  Adicionaremos uma dependência de VM posteriormente neste módulo de laboratório.
  3. Selecione VM Dependencies novamente para minimizar a visualização VM Dependencies.

 

 

Ação de desligamento

 

Durante uma recuperação, o Site Recovery Manager tentará desligar as VMs em execução no site protegido antes de recuperá-las no site de recuperação.  Você tem duas opções para desligar essas máquinas virtuais: Shutdown guest OS before power off (requires VMware Tools) e Power Off.  

A primeira opção (Shutdown guest OS before power off) iniciará um desligamento normal do SO guest, o que resultará em um desligamento limpo da VM.  Nessa situação, todos os aplicativos também são interrompidos e desligados corretamente.

A segunda opção (Power Off) não inicia um desligamento de SO guest e simplesmente desliga a VM.  Se uma VM não tiver o VMware Tools instalado, a opção Power Off será usada por padrão.

Para visualizar as opções em Shutdown Action:

  1. Selecione e expanda o item de menu Shutdown Action.  Modificaremos a ação de desligamento de uma máquina virtual posteriormente neste módulo.  Selecione Shutdown Action novamente para minimizar a janela Shutdown Action.

 

 

Ação de inicialização

 

A exemplo das opções que você acabou de examinar em Shutdown Action no site protegido, você também tem opções de inicialização da VM no site de recuperação.

Em Startup Action, você tem a opção de ligar a VM (Power On) ou não ligar a VM (Do Not Power On).  A opção Wait for VMware tools é importante, pois qualquer VM dependente da VM que está sendo ligada aguardará até que as opções VMware Tools e Additional Delay sejam atendidas.  

Além disso, o plano de recuperação só continuará depois que as opções VMware Tools e Additional Delay forem atendidas, o que inclui passar para o próximo grupo de prioridade para que as máquinas virtuais adicionais sejam ligadas no plano de recuperação.

Para visualizar as opções em Startup Action:

  1. Selecione e expanda o item de menu Startup Action. Analise as opções disponíveis.  Selecione Startup Action novamente para minimizar a janela Startup Action.

 

 

Etapas anteriores à ligação

 

As etapas anteriores à ligação são etapas manuais ou automáticas, e você pode executá-las fora do plano de recuperação do Site Recovery Manager.  

As etapas anteriores à ligação podem ser executadas pelo servidor do Site Recovery Manager ou por meio de uma solicitação ao usuário para que ele realize uma tarefa ou forneça informações que ele deve confirmar antes que o plano de recuperação passe para a etapa seguinte.  

Lembre-se de que, para as etapas anteriores à ligação, a máquina virtual ainda não foi ligada; portanto, você não pode executar uma etapa que exija que a(s) VM(s) seja(m) ligada(s).

O valor de Timeout fornece um mecanismo para continuar com o plano de recuperação se, por algum motivo, a etapa não for executada corretamente ou não for confirmada.

Para visualizar as opções em Pre Power On Step:

  1. Selecione Pre Power On Steps.
  2. Para adicionar uma etapa anterior à ligação, clique em NEW. A janela Add Pre Power On Step será exibida.  Analise Add Pre Power On Steps.
  3. Selecione Cancel para fechar a janela Add Pre Power On Step.
  4. Selecione Pre Power On Steps novamente para minimizar esse menu.

 

 

Etapas posteriores à ligação

 

As etapas posteriores à ligação são diferentes das etapas anteriores à ligação, pois elas são realizadas depois que a máquina virtual e o SO guest estão em execução.

Assim como nas etapas anteriores à ligação, você também pode executar um comando no servidor do Site Recovery Manager ou solicitar que o usuário realize uma tarefa. Pode ainda fornecer informações que o usuário deve confirmar antes que o plano de recuperação passe para a etapa seguinte.

Para visualizar as opções de etapas posteriores à ligação:

  1. Selecione Post Power On Steps.
  2. Para adicionar uma etapa posterior à ligação, clique em NEW. A janela Add Post Power On Step será exibida.  Analise Add Post Power On Step.
  3. Selecione Cancel para fechar a janela Add Post Power On Step.
  4. Selecione Cancel para fechar a janela VM Recovery Properties da máquina virtual sales-app-01.

Não faça logout do Site Recovery Manager e mantenha o navegador da Web aberto na próxima lição.

 

 

Conclusão da lição

Nesta lição, analisamos as informações do site no Site Recovery Manager e asseguramos que os dois sites estavam conectados. Depois, analisamos cada ação disponível para a recuperação de VM individual.  Essas ações incluíam:

  • Grupos de prioridade
  • Dependências de VM
  • Ação de desligamento
  • Ação de inicialização
  • Etapas anteriores à ligação
  • Etapas posteriores à ligação

 

Personalização do endereço IP da máquina virtual durante o failover


Devido a restrições orçamentárias, a equipe de sistema de redes não conseguiu estender sua rede IP para a Região A e a Região B. Portanto, durante a recuperação, é um requisito que os endereços IP de cada VM que está sendo recuperada sejam modificados para corresponder ao ambiente de rede da Região B.

Nesta lição, personalizaremos os endereços IP a serem usados nas máquinas virtuais Sales, caso eles precisem ser recuperados no data center da Região B devido a uma migração planejada de desastre.


 

Como começar

 

Com base na conclusão da lição anterior, você ainda deve estar conectado ao Site Recovery Manager.  Começaremos acessando Sales Application Recovery Plan.

  1. Selecione a guia Recovery Plans.
  2. Clique em Sales Application Recovery Plan na lista de planos de recuperação disponíveis.

 

 

Plano de recuperação de aplicativo de vendas (continuação)

 

  1. Ajuste o tamanho do painel esquerdo para que Virtual Machines apareça na parte superior.
  2. Clique em Virtual Machines.

Agora você verá as máquinas virtuais Sales na parte principal da UI.  A saber:

  • sales-app-01
  • sales-db-01

 

 

Personalizar o endereço IP do servidor de aplicativos

 

Vamos começar personalizando o endereço IP da máquina virtual sales-app-01

  1. Selecione ou clique com o botão direito do mouse na máquina virtual sales-app-01.
  2. Selecione Configure Recovery entre as opções de menu disponíveis.

 

 

Personalização de IP

 

Agora você está pronto para personalizar as propriedades individuais da máquina virtual sales-app-01  

  1. Selecione IP Customization.
  2. Na lista suspensa Select an IP customization mode, selecione Manual IP customization.

Neste caso, vamos definir manualmente o endereço IP da VM que está sendo recuperada pelo Site Recovery Manager.  Mais adiante nesta lição, veremos as regras de personalização de IP.

 

 

Configurar proteção

 

As configurações de IP do site protegido permitem definir as propriedades de IP atuais da VM.  

Essa configuração só será usada depois que a recuperação for concluída.  Caso seja necessário recuperar nossas máquinas virtuais no local de recuperação, precisaremos inevitavelmente protegê-las novamente para garantir que estejam sempre em estado de proteção, prontas para serem recuperadas a qualquer momento.  Nesse caso, a Região B se torna o site protegido, enquanto a Região A se torna o site de recuperação.

  1. Expanda o item de menu IP Settings - NIC 1.
  2. Clique em Configure em Protected Site: RegionA01.

 

 

Especificar configurações de IP do site protegido

 

Em Configure Protected Site IP Settings - NIC 1, você pode usar o DHCP para obter o endereço IP, inserir manualmente o endereço IP escolhendo Use the following IPv4 address ou, se a VM estiver executando o VMware Tools, selecionar a opção Retrieve para recuperar as configurações de IP atuais da VM.  Usaremos o VMware Tools para recuperar as informações atuais de IP da máquina virtual. Se as informações de IP não forem preenchidas, insira manualmente as informações de IP listadas a seguir.

  1. Selecione o botão de opção Use the following IPv4 address e, em seguida, selecione o botão Retrieve.
  2. Se as informações de IP não forem preenchidas, preencha os campos IPv4 Address, Subnet Mask e Gateway com as informações a seguir.

    IPv4 Address: 192.168.120.200
    Subnet Mask: 255.255.255.0
    Default Gateway: 192.168.120.1

 

 

Configurar DNS do site protegido

 

As informações na guia DNS já deverão estar preenchidas. Se não estiverem, execute as etapas descritas a seguir para configurar as informações de DNS da máquina virtual.

  1. Selecione a guia DNS
  2. Selecione Use the following DNS server addresses
  3. Em Preferred DNS Server, digite 192.168.110.10
  4. Coloque o cursor na caixa de texto de sufixos DNS e insira: corp.local
  5. Selecione o botão Add
  6. corp.local aparecerá na janela abaixo da caixa de texto
  7. Selecione OK quando terminar

 

 

Configurar recuperação

 

Agora você precisa definir as configurações de IP da máquina virtual quando ela for recuperada.

  1. Selecione o botão Configure Recovery ao lado de RegionB01 para continuar.

 

 

Especificar configurações de IP do site de recuperação

 

1. Selecione o botão de opção Use the following IPv4 address.

2. Preencha os campos IPv4 Address, Subnet Mask e Gateway com as informações a seguir.

IPv4 Address: 192.168.220.200

Subnet Mask: 255.255.255.0

Default Gateway: 192.168.220.1

 

 

Configurar DNS do site de recuperação

 

  1. Selecione a guia DNS
  2. Selecione Use the following DNS server addresses
  3. Em Preferred DNS Server, digite 192.168.210.10
  4. Posicione o cursor na caixa de texto de sufixos DNS e insira: corp.local
  5. Selecione o botão Add
  6. corp.local aparecerá na janela abaixo da caixa de texto
  7. Selecione OK

 

 

Confirmação de IP do aplicativo Sales

 

A personalização de IP da máquina virtual sales-app-01 foi concluída.

  1. Selecione OK para aplicar as alterações ao plano de recuperação dessa máquina virtual.

Observação: você verá uma janela de notificação informando que a VM protegida foi reconfigurada com êxito. Ignore essa janela.

 

 

Regras de personalização de IP

Você pode especificar uma única regra de mapeamento de IP no nível da sub-rede para um mapeamento de rede virtual configurado selecionado nos sites protegidos e de recuperação.

Sobre esta tarefa

O mapeamento no nível da sub-rede elimina a necessidade de definir o mapeamento de IP exato no nível do adaptador.  Em vez disso, especifique uma regra de personalização de IP a ser aplicada pelo Site Recovery Manager aos adaptadores relevantes. A regra de personalização de IP é usada em fluxos de trabalho de teste e recuperação. Você não pode reutilizar as regras de personalização de IP entre diferentes mapeamentos de rede.

Importante:

  • as regras de mapeamento de sub-rede IP só oferecem suporte ao IPv4.
  • A personalização do IPv6 baseada em regras não é compatível com o Site Recovery Manager.
  • Quando você aplica regras de mapeamento de sub-rede IP a máquinas virtuais Windows com IPv6 habilitado, as configurações de IPv6, DHCP ou estáticas permanecem inalteradas após a recuperação. Para máquinas virtuais Linux, as configurações de IPv6 são redefinidas para DHCP.
  • O Site Recovery Manager não avalia regras de mapeamento de IP de máquinas virtuais configuradas para usar personalização de IP manual.

A regra de personalização de IP aplica-se a máquinas virtuais com failover de uma sub-rede IPv4 do site protegido para uma sub-rede IPv4 do site de recuperação, por exemplo, de 10.17.23.0/24 para 10.18.22.0/24. A regra de personalização de IP informa que, durante a recuperação, o Site Recovery Manager avalia a configuração de IP existente das NICs da máquina virtual recuperada e reconfigura as NICs estáticas encontradas na sub-rede 10.17.23.0/24 para a sub-rede 10.18.22.0/24.

Se a regra for correspondente, o Site Recovery Manager derivará o novo endereço IPv4 estático do antigo endereço, preservando os bits de host do endereço IPv4 original e colocando-o na sub-rede de destino. Por exemplo, se o endereço original do site protegido for 10.17.23.55/24, o novo endereço será 10.18.22.55/24.

Se a caixa de texto do gateway padrão estiver vazia, o Site Recovery Manager derivará o novo parâmetro de gateway do parâmetro original, preservando os bits de host do endereço IPv4 original e colocando-o na sub-rede de destino. Por exemplo, se o gateway original do site protegido for 10.17.23.1, o novo gateway será 10.18.22.1. Se você especificar um parâmetro de gateway explícito, o Site Recovery Manager verificará se a sintaxe do endereço IPv4 está correta e a aplicará com exatidão.

O Site Recovery Manager aplica o DNS e outros parâmetros conforme especificado. As NICs habilitadas para DHCP não estão sujeitas à personalização, pois sua configuração de rede permanece inalterada durante a recuperação.

 

 

Sites

 

As regras de personalização de IP são criadas na seção Network Mappings do Site Recovery Manager.

  1. Selecione a opção de menu Site Pair no menu Navigator.
  2. Minimize o painel Recent Tasks/Alarms.

 

 

Mapeamentos de rede

 

Selecione o mapeamento de rede ao qual você deseja adicionar uma personalização de IP.

  1. Selecione Network Mappings no painel de navegação.
  2. Selecione a rede VM-RegionA01-vDS-COMP.
  3. Clique em Add.

 

 

Adicionar regra de personalização de IP

 

Insira as seguintes informações no formulário de criação de regra de personalização de IP.

  1. Para o site RegionA01, insira o seguinte em Subnet: 192.168.120.0/24
  2. Para o site RegionB01, insira o seguinte em Subnet: 192.168.220.0/24
  3. Gateway: 192.168.220.1
  4. DNS addresses: 192.168.110.10
  5. DNS suffixes: corp.local
  6. Selecione o botão ADD quando terminar

 

 

Confirmar personalização de IP

 

1. Destaque o mapeamento de rede VM-RegionA01-vDS-COMP para visualizar os detalhes da regra de personalização de IP que você acabou de criar.

2. Role a tela para cima e para baixo a fim de visualizar as configurações.

 

 

Configurar o endereço IP do servidor de banco de dados

 

Temos mais uma máquina virtual cuja personalização de IP precisa ser configurada: o servidor de banco de dados de vendas.

  1. Selecione a opção de menu Recovery Plans.
  2. Selecione Sales Application Recovery Plan no painel de navegação.
  3. Selecione a guia Virtual Machines.
  4. Selecione o servidor sales-db-01.
  5. Clique em CONFIGURE RECOVERY.

 

 

Usar regra de personalização de IP

 

  1. Selecione a guia IP Customization.
  2. Selecione a lista suspensa Select an IP customization mode.
  3. No menu suspenso, selecione Use IP customization rules if applicable.
  4. Selecione OK na parte inferior da caixa de diálogo para concluir a configuração

Observação: permaneça conectado ao Site Recovery Manager e não feche o Google Chrome.

A personalização de IP da máquina virtual sales-db-01 foi concluída. Como essa máquina virtual reside na rede VM-RegionA01-vDS-COMP, ela usará a regra de personalização de IP que criamos para esse segmento de rede mapeado, para modificar o endereço IP da VM durante uma recuperação.

 

 

Revisão da lição

As duas máquinas virtuais Sales foram configuradas para usar um endereço IP personalizado durante a recuperação.  

Usamos dois métodos diferentes para personalizar os endereços IP usados quando a máquina virtual é recuperada. O primeiro é uma abordagem mais individualizada na qual você digitou manualmente o endereço IP a ser usado durante a recuperação. O segundo método cria uma regra de personalização de IP que foi aplicada a todas as máquinas virtuais que residem em um mapeamento de grupo de portas específico no site protegido ou o aproveitam.

Na próxima lição, modificaremos a ordem de inicialização de cada máquina virtual.

 

Opções de inicialização da máquina virtual


Nesta lição, configuraremos as opções de ligação das máquinas virtuais do aplicativo Sales no Site Recovery Manager.  Estas são as opções que configuraremos:

  • Grupos de prioridade
  • Dependências de VM
  • Ações de inicialização

 

Como começar

Com base na conclusão da lição anterior, você ainda deve estar conectado ao Site Recovery Manager.  Continue em Recovery Plans.

 

 

Planos de recuperação

 

  1. Selecione a guia Recovery Plans.
  2. Selecione Sales Application Recovery Plan na lista de planos de recuperação disponíveis.
  3. Ajuste o tamanho do painel esquerdo para que Virtual Machines apareça na parte superior.
  4. Clique em Virtual Machines.

Agora você verá as máquinas virtuais Sales na parte principal da UI.  A saber:

  • sales-app-01
  • sales-db-01

 

 

VM Sales-App-01

 

  1. Selecione ou clique com o botão direito do mouse na máquina virtual sales-app-01.
  2. Selecione Configure Recovery entre as opções de menu disponíveis.

 

 

Modificar grupo de prioridade

 

Precisamos modificar o grupo de prioridade da máquina virtual sales-app-01 para que ela seja ligada após a máquina virtual sales-db-01.  Modificaremos as configurações da VM sales-db-01 em apenas alguns minutos.

  1. Altere o grupo de prioridade da VM sales-app-01 em Priority Group de 3 para 4.

As máquinas virtuais dos grupos de prioridade 1, 2 e 3 serão ligadas antes da máquina virtual sales-app-01.

Sabemos também que a camada de aplicativo nesse aplicativo multicamadas depende da camada de banco de dados.  Se a VM sales-app-01 for ligada primeiro no plano de recuperação, o aplicativo Sales não funcionará corretamente.

Para garantir a sequência de inicialização correta das duas máquinas virtuais no plano de recuperação de aplicativo Sales, precisaremos definir uma dependência na máquina virtual sales-app-01 na próxima etapa.

 

 

Dependências de VM

 

  1. Expanda a opção de menu VM Dependencies.
  2. Selecione View All.
  3. Selecione sales-db-01.

    Você observará um triângulo amarelo com um ponto de exclamação ao lado da máquina virtual sales-db-01.  Isso indica que há um erro na escolha de sales-db-01 como dependência.

    Esse aviso foi exibido porque somente máquinas virtuais do mesmo grupo de prioridade podem depender umas das outras.  Como a máquina virtual sales-db-01 ainda pertence ao grupo de prioridade padrão 3 e a máquina virtual sales-app-01 está agora no grupo 4, um erro foi emitido.

    Observe também a mensagem logo abaixo da janela VM Dependency:

    As dependências de VM serão ignoradas se as VMs não estiverem no mesmo grupo de prioridade. Se as dependências de VM falharem, um aviso será exibido, mas o plano de recuperação continuará.

 

 

Modifique ação de inicialização

 

Podemos modificar ações de inicialização adicionais da máquina virtual sales-app-01.

  1. Selecione o item de menu Startup Action à esquerda
  2. Assegure que há uma marca de seleção ao lado de Wait for VMware Tools.
  3. Assegure que a opção Additional delay before running Post Power On steps and starting dependent VMs não esteja selecionada.
  4. Selecione OK para retornar ao plano de recuperação de aplicativos de vendas, para que possamos modificar as opções de ligação de nossa outra máquina virtual Sales.

Assim que o VMware Tools for inicializado na VM sales-app-01, o plano de recuperação passará para a próxima etapa do plano.

 

 

VM do banco de dados de vendas

 

  1. Selecione a máquina virtual sales-db-01.
  2. Selecione Configure Recovery entre as opções de menu disponíveis.

 

 

Modificar grupo de prioridade

 

Modificaremos o grupo de prioridade da máquina virtual sales-db-01.

  1. Selecione o menu suspenso Priority Group e, em seguida, selecione a opção 4.

Agora, a máquina virtual sales-db-01 será ligada depois que todas as VMs dos grupos de prioridade 1, 2 e 3 forem ligadas e todas as ações de inicialização forem atendidas.  

 

 

Ação de inicialização

 

  1. Selecione o item de menu Startup Action.
  2. Como o servidor de aplicativos depende do servidor de banco de dados em execução, deixaremos a opção Wait for VMware Tools selecionada com o valor de 5 minutos. Isso garantirá que o plano de recuperação só avançará para a próxima etapa quando o VMware Tools estiver respondendo na máquina virtual Sales-DB-01 ou o valor de tempo limite for atingido.
  3. Analise as opções selecionadas e selecione OK na parte inferior da tela para continuar.

 

 

Verificar erro de dependência de VM

 

Inicialmente, ao criarmos a dependência de VM para a máquina virtual sales-app-01, nos deparamos com um erro na janela VM Dependency.

Isso ocorreu quando selecionamos uma VM como dependência que não estava no mesmo grupo de prioridade. Desde então, modificamos o grupo de prioridade da máquina virtual sales-db-01 de 3 para 4, o mesmo da máquina virtual sales-app-01.

Agora você pode verificar se a alteração feita solucionou a condição de erro.

  1. Selecione ou clique com o botão direito do mouse na máquina virtual sales-app-01.
  2. Selecione Configure Recovery entre as opções de menu disponíveis.

 

 

Erro de dependência de VM resolvido

 

  1. Expanda o item de menu VM Dependencies. Observe que o triângulo amarelo com um ponto de exclamação não está mais presente e foi substituído pelo ícone tradicional da máquina virtual do vSphere. Ao colocar a máquina virtual sales-db-01 no grupo de prioridade 4, corrigimos o erro.
  2. Selecione OK para fechar a janela VM Recovery Properties da máquina virtual sales-app-01.
  3. Saia do Google Chrome (não mostrado).

 

 

Revisão da lição

Nesta lição, modificamos a ordem de inicialização de nossas VMs para garantir que nosso aplicativo de vendas seja iniciado corretamente.  O servidor de banco de dados é ligado primeiro, seguido pelo servidor de aplicativos. Usamos uma combinação de grupos de prioridade e dependências de VM para iniciar as VMs na ordem correta, dando tempo suficiente para que os serviços necessários sejam iniciados em cada VM.

 

vSphere Replication, opções avançadas


Nesta lição, analisaremos algumas opções avançadas do vSphere Replication.  Essas opções incluem:

  • Recuperação de ponto no tempo
  • Desativação do SO guest
  • Compactação da replicação

Já configuramos a replicação para as duas máquinas virtuais que fazem parte do aplicativo de vendas. Usaremos essas duas VMs para explorar e configurar as opções avançadas de replicação listadas acima.


 

Como começar

 

  1. Clique em Google Chrome para abrir o navegador da web.

 

 

Iniciar o vSphere Client

 

  1. Clique em RegionA.
  2. Clique em HTML5.
  3. Marque Use Windows session authentication.
  4. Clique em Login.

 

 

vSphere Replication

 

O vSphere Replication de cada máquina virtual é gerenciado por VM. Para gerenciar as propriedades de replicação do vSphere de uma máquina virtual, navegue até o menu VMs and Templates no vSphere Web Client.

Usaremos a máquina virtual sales-db-01 nesta lição.

  1. Na visualização atual do vSphere Web Client em vcsa-01a.corp.local, selecione Menu na parte superior da página.
  2. Selecione a opção de menu VMs and Templates na lista suspensa.

 

 

Selecionar a VM de banco de dados de vendas

 

  1. No menu de navegação, expanda a pasta Protected Applications.
  2. Selecione a máquina virtual sales-db-01 entre as VMs listadas.

 

 

Ações do vSphere Replication

 

  1. Clique com o botão direito do mouse na máquina virtual sales-db-01.
  2. No menu suspenso, navegue até a parte inferior do menu e selecione All Site Recovery Actions.
  3. Selecione a opção Reconfigure Replication no menu suspenso.

 

 

Autenticação do site remoto

 

  1. Digite Administrator@corp.local em Username.
  2. Digite VMware1! em Password.
  3. Clique em LOG IN para continuar.

 

 

vSphere Replication Server

 

Ao configurar o vSphere Replication de uma máquina virtual pela primeira vez, você verá um menu de configuração idêntico ao que vê atualmente.

Neste ambiente de laboratório específico, há um único servidor do vSphere Replication configurado para cada um dos sites do vSphere/Site Recovery Manager. No momento, você está vendo o servidor do vSphere Replication (vr-01b) do site Região B, pois esse é o destino da replicação.

Você pode ver que o servidor do vSphere Replication é atualmente responsável por seis instâncias de replicação da máquina virtual.  Não faremos nenhuma modificação nessa parte da configuração neste momento.

  1. Selecione o botão Next para continuar.

 

 

Datastore de destino

 

Configuramos o datastore RegionB01-LOCAL-ESX01B como local de armazenamento de destino da máquina virtual replicada.

Para garantir que a máquina virtual tenha acesso à camada de armazenamento e aos recursos corretos no site replicado, temos a opção de especificar quaisquer políticas de armazenamento de VM pré-configuradas que existam no site Região B. Neste exemplo, escolhemos uma política de armazenamento de VM padrão.

Também especificamos que o disco da máquina virtual replicada deve ser Thin provisioned para conservar a capacidade do datastore.

Não faremos nenhuma alteração nessa parte da configuração neste momento.  

  1. Selecione Next na parte inferior da janela de configuração para continuar.

 

 

 

Configurações de replicação

 

A janela Replication Settings permite definir o objetivo de ponto de recuperação (RPO) e o número de instâncias de ponto no tempo da máquina virtual replicada.  

Você pode definir o RPO para um mínimo de 5 minutos ou um máximo de 24 horas. Quanto menor o RPO, maior será a frequência da replicação da máquina virtual, o que diminuirá o risco da possibilidade de perda de dados.  Um RPO inferior não é garantido, pois a largura de banda limitada pode fazer com que o RPO seja maior do que o definido na janela Recovery Settings da VM.

Observação: o RPO de 5 minutos é dimensionado para um limite máximo de 50 VMs em um datastore provisório de VVOL.

As instâncias de ponto no tempo permitem definir quantas instâncias replicadas de uma máquina virtual você desejar. Essas instâncias são, na verdade, snapshots da máquina virtual replicados no site de destino. Você tem a capacidade de reter até 24 cópias de ponto no tempo de uma máquina virtual replicada.

Com esse recurso, você pode selecionar um snapshot de ponto no tempo de uma máquina virtual depois que ele for recuperado no site de destino. A recuperação em um ponto no tempo, em oposição à versão replicada mais recente da VM, poderá ser útil se os dados forem corrompidos ou se uma ameaça, como um vírus ou um malware, for replicada.

Não faremos nenhuma alteração nas configurações desta máquina virtual.

NÃO SELECIONE NEXT PARA PASSAR PARA A PRÓXIMA ETAPA.

 

 

Configurações de replicação (continuação)

 

A janela Replication Options contém a opção de desativação do SO guest e de descompactação da rede.  

  1. Role a tela para baixo para visualizar as configurações de replicação adicionais.

O vSphere Replication garante a consistência de falhas entre todos os discos que pertencem a uma máquina virtual. Se você usar a desativação, poderá obter um nível mais alto de consistência. Os tipos de desativação disponíveis são determinados pelo sistema operacional da máquina virtual.

Em sistemas operacionais guest baseados na Microsoft que oferecem suporte à desativação, o vSphere Replication utilizará o VMware Tools para iniciar o serviço de cópia de sombra (VSS, pela siga em inglês) da Microsoft e assim desativar o SO guest.  Os seguintes sistemas operacionais guest da Microsoft são compatíveis com a desativação do SO guest:

  • Windows Server 2003
  • Windows Server 2008
  • Windows Server 2012
  • Windows Vista
  • Windows 7
  • Windows 8
  • Windows 10

Alguns sistemas operacionais baseados em Linux também são compatíveis com a desativação do SO guest e aproveitam o VMware Tools.

  • LES 11 Service Pack 2
  • RHEL 5.5
  • RHEL 5.9
  • RHEL 6.4
  • RHEL 7.0

 NÃO SELECIONE NEXT PARA PASSAR PARA A PRÓXIMA ETAPA.

A página da documentação de suporte do vSphere no site VMware.com oferece mais detalhes

 

 

Compactação da rede

 

Na compactação de rede, o vSphere Replication compactará os dados a serem replicados e, em seguida, o descompactará assim que eles chegarem ao seu destino.  Isso poderá ser útil se você tiver largura de banda limitada entre os sites principal e secundário.  Os recursos de CPU adicionais são necessários nos locais de origem e destino para compactar e descompactar os dados de replicação.

Habilitamos a compactação de rede da máquina virtual sales-db-01.  

  1. Selecione Next para continuar.

Para localizar outros recursos que permitirão calcular os requisitos de largura de banda do vSphere Replication, acesse:

https://storagehub.vmware.com/t/site-recovery-manager-3/vsphere-replication-calculators/vsphere-replication-calculator/

https://kb.vmware.com/s/article/2037268

 

 

 

Grupo de proteção

 

O vSphere Replication sincroniza os arquivos de disco da máquina virtual de destino de replicação de acordo com o objetivo de ponto de recuperação que você definiu quando configurou o vSphere Replication na máquina virtual. Quando você executa uma recuperação com o Site Recovery Manager, ele é ligado na máquina virtual de destino de replicação e a registra no vCenter Server no site de recuperação, no lugar da máquina virtual de espaço reservado.

Quando os grupos de proteção do vSphere Replication são utilizados, o Site Recovery Manager depende do vSphere Replication, mas o vSphere Replication não depende do Site Recovery Manager. Você pode usar o vSphere Replication independentemente do Site Recovery Manager. Por exemplo, você pode usar o vSphere Replication para replicar todas as máquinas virtuais no inventário do vCenter Server, mas incluir apenas um subconjunto dessas máquinas virtuais nos grupos de proteção. As alterações feitas na configuração do vSphere Replication podem afetar a proteção do Site Recovery Manager das máquinas virtuais incluídas nos grupos de proteção.

Se você remover uma máquina virtual com o vSphere Replication de um grupo de proteção, o vSphere Replication continuará replicando a máquina virtual no site de recuperação. A máquina virtual não será recuperada com o restante das máquinas virtuais do grupo de proteção se você executar um plano de recuperação associado.

  1. Verifique se a opção Add to existing protection group está selecionada.
  2. Selecione Sales Application Protection Group.
  3. Clique em NEXT.

 

 

Pronto para concluir

 

Analise as configurações na janela Ready to complete.

  1. Selecione Finish para concluir quaisquer alterações na configuração e fechar o Google Chrome.

 

 

Revisão da lição

As opções avançadas disponíveis no vSphere Replication oferecem a flexibilidade de gerenciar cada VM individualmente, com base em requisitos de aplicativo específicos.  Você pode configurar ou fazer modificações nas configurações de replicação de uma máquina virtual no vSphere Web Client.

 

Ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1


Você pode usar a ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 para exportar e importar dados de configuração. A ferramenta oferece suporte à exportação de mapeamentos de inventário, planos de recuperação, grupos de proteção e objetos relacionados para um arquivo XML e à importação de um arquivo exportado anteriormente.

A ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 exporta as seguintes informações:


 

Como começar

Nesta lição, você executará as seguintes tarefas:

 

 

Iniciar a Remote Desktop Connection

 

  1. Inicie a Remote Desktop Connection.
  2. Selecione srm-01a.corp.local.
  3. Clique em Connect.

 

 

Iniciar prompt de comando

 

A ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 é executada na linha de comando.

  1. Clique no atalho de desktop cmd para iniciar o prompt de comando.
  2. Altere o diretório digitando cd \hol.

 

 

Executar a exportação

 

Pré-requisitos de uso da ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1

  1. Digite o seguinte comando e pressione Enter: java -jar import-export-tool-8.1.0-<build_number>.jar export format
    -
    A adição do argumento format tornará o arquivo XML mais legível, mas, em compensação, também aumentará consideravelmente o tamanho do arquivo.
  2. Para obter o nome de host de um Lookup Service, digite vcsa-01a.corp.local e pressione Enter.

 

 

 

Executar a exportação (continuação)

 

  1. Pressione Enter para usar a porta padrão 443.
  2. Digite y para aceitar a impressão digital.

 

 

Executar a exportação (continuação)

 

O Lookup Service requer autenticação em vcsa-01a.corp.local.

  1. Digite administrator@vsphere.local e pressione Enter.
  2. Digite VMware1! como senha e pressione Enter.

 

 

Executar a exportação (continuação)

 

A ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 identificará e listará o SRM Server do site protegido Region01.  O site de recuperação RegionB01 precisará de autenticação.

  1. Digite administrator@corp.local como nome de usuário de RegionB01.
  2. Digite VMware1! como senha e pressione Enter.

 

 

 

Executar a exportação (continuação)

 

A ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 listará cada área da configuração do SRM que exportou antes de concluir o processo.

 

 

Analisar a exportação

 

A exportação é salva automaticamente como um arquivo XML no local em que a ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 é executada, a menos que outro destino seja especificado por meio do argumento path durante a execução da ferramenta.

  1. Digite dir e pressione Enter para visualizar o diretório hol.
  2. Digite exit e pressione Enter para fechar a janela.

 

 

Abrir o arquivo exportado

 

  1. Clique no atalho de desktop hol.
  2. Clique com o botão direito do mouse no nome do arquivo que começa com "RegionA01-RegionB01".
  3. Selecione Open with.
  4. Selecione WordPad.

 

 

Planos de recuperação

 

  1. Clique no ícone Find.
  2. Insira Type="RecoveryPlans"> e clique em Find Next.

Os planos de recuperação "Introduction to Site Recovery Manager" e "Sales Application Recovery Plan" são listados na exportação.  Possivelmente, haverá planos de recuperação adicionais listados se você tiver concluído o módulo 3 antes de iniciar este módulo.

A seguir, analisaremos os grupos de proteção exportados.

 

 

Grupos de proteção

 

  1. Digite VmProtectionGroup e clique em Find Next.

Introduction Protection Group e Sales Application Protection Group são exibidos.  O tipo de replicação que os grupos de proteção estão configurados para usar também é exibido.

**IMPORTANTE**  A ferramenta de importação/exportação de configuração do VMware Site Recovery Manager 8.1 não exporta nem importa configurações do vSphere Replication.  Embora o vSphere Replication e o Site Recovery Manager agora estejam totalmente integrados à UI baseada em HTML5, o vSphere Replication não requer que o VMware Site Recovery Manager funcione.

 

 

Fechar o WordPad

 

  1. Clique no X para sair do WordPad.

 

 

Fazer logoff do SRM-01A

 

  1. Clique no Windows Start Menu na parte inferior esquerda da barra de tarefas.
  2. Clique em Administrator e Sign out.

Você concluiu a lição 5 do módulo 4.

 

Conclusão


Neste módulo, você explorou alguns recursos avançados de recuperação disponibilizados durante o uso do Site Recovery Manager para proteger e recuperar suas máquinas virtuais.


 

Você terminou o Módulo 4

 

O Site Recovery Manager oferece os seguintes benefícios:

Esperamos que este módulo tenha mostrado alguns dos benefícios que o Site Recovery Manager pode oferecer.

Você pode passar para o próximo módulo ou qualquer outro módulo que seja do seu interesse.

 

 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 5: Automação das tarefas do Site Recovery Manager com o vRealize Orchestrator (30 minutos, avançado)

Visão geral do módulo


Foram feitos vários aprimoramentos na interação programática com o Site Recovery Manager (SRM) 6.5, entre eles: a exposição de várias opções na API do SRM e aprimoramentos significativos no plug-in do vRealize Orchestrator (vRO) para que o SRM aproveite essas vantagens. As funções disponíveis por meio da API e do plug-in do vRO a partir do SRM 6.5 estão listadas a seguir.

  • Adicionar um mapeamento de rede de teste
  • Obter mapeamentos de rede de teste
  • Remover um mapeamento de rede de teste
  • Remover mapeamento de pastas
  • Remover mapeamento de rede
  • Remover mapeamento de recursos
  • Remover grupo de proteção
  • Remover VM replicada do grupo do VR
  • Desproteger máquinas virtuais
  • Adicionar mapeamento de rede de teste ao plano de recuperação
  • Criar plano de recuperação
  • Excluir plano de recuperação
  • Iniciar plano de recuperação da migração planejada
  • Remover grupo de proteção do plano de recuperação
  • Remover mapeamento de rede de teste do plano de recuperação
  • Detectar dispositivos replicados

O SRM 8.1 apresenta mais duas APIs para:

  • Definir e recuperar as configurações de personalização de IP
  • Adicionar/remover datastores de grupos de proteção de replicação baseada em array

Essas APIs, além daquelas já apresentadas, facilitam ainda mais a automatização e a interação com o SRM programaticamente.

Neste módulo, você usará o plug-in do VMware vRealize Orchestrator para vSphere Replication e o Site Recovery Manager para aproveitar os fluxos de trabalho pré-criados, a fim de estender os recursos de automação de algumas operações do vSphere Replication e do Site Recovery Manager.

Tópicos abordados neste laboratório:

  • Lição 1: vSphere Replication usando o vRealize Orchestrator
  • Lição 2: Adicionar uma máquina virtual a um grupo de proteção usando o vRealize Orchestrator
  • Lição 3: Proteger uma máquina virtual usando o vRealize Orchestrator
  • Lição 4: Adicionar uma máquina virtual a um plano de recuperação existente
  • Lição 5: Testar o plano de recuperação usando o vRealize Orchestrator

Tempo total necessário: 30 minutos


vSphere Replication usando o vRealize Orchestrator


O plug-in do VMware vRealize Orchestrator para vSphere Replication permite que os administradores de soluções VMware simplifiquem o gerenciamento da infraestrutura do vSphere Replication, ao aproveitar os fluxos de trabalho fornecidos pelo vRealize Orchestrator. O plug-in do vRealize Orchestrator para vSphere Replication estende os recursos de automação de algumas operações do vSphere Replication, ao incluí-los nos fluxos de trabalho do vRealize Orchestrator.

Nesta lição, você usará fluxos de trabalho pré-integrados e prontos para uso que abordam algumas ações existentes do vSphere Replication.


 

Como começar

 

  1. Se estiverem abertos, minimize os dois navegadores da web do vCenter e selecione o vRealize Orchestrator Client no desktop.

 

 

Fazer login no vRealize Orchestrator Client

 

Depois que o vRealize Orchestrator Client for renderizado, o nome do host e o nome do usuário já estarão exibidos.

  1. Use o menu suspenso para selecionar vro-01a.corp.local:8281
  2. Digite o nome de usuário Administrator@corp.local
  3. Digite a senha VMware1!
  4. Selecione Login

 

 

Configurar a replicação usando o vRealize Orchestrator

 

  1. No menu suspenso, selecione Design.

 

 

Expandir a pasta do vSphere Replication

 

  1. Selecione o ícone de visualização Workflow na barra de ferramentas superior.
  2. Expanda a pasta Library.
  3. Expanda a pasta vSphere Replication > Configure Replication.

 

 

Iniciar o fluxo de trabalho de replicação

 

O que é um fluxo de trabalho do vRealize Orchestrator?

Os fluxos de trabalho combinam ações, decisões e resultados que, quando executados em uma ordem determinada, concluem uma tarefa ou um processo específico em um ambiente virtual, como a execução de tarefas do vSphere Replication e do Site Recovery Manager. Os fluxos de trabalho aceitam informações de acordo com sua função. Você pode criar fluxos de trabalho que são executados de acordo com programações definidas ou se determinados eventos previstos ocorrerem. As informações podem ser fornecidas por você, por outros usuários, por outro fluxo de trabalho ou ação ou por um processo externo, como uma chamada de serviço da Web de um aplicativo.

Ao trabalhar nesta lição, você inserirá atributos e parâmetros do fluxo de trabalho como variáveis para permitir que o fluxo de trabalho execute a tarefa desejada do Replication ou do Site Recovery. Tenha em mente que os fluxos de trabalho que estamos usando para demonstrar essa funcionalidade são OOB e podem ser modificados para atender aos seus requisitos.

  1. Selecione e clique com o botão direito do mouse em Configure Replication.
  2. Selecione Start workflow.

 

 

Iniciar fluxo de trabalho – Configurar replicação

 

  1. Selecione Site e clique em Not Set.
  2. Uma nova janela de seleção será aberta. Expanda vSphere Replication.
  3. Selecione o site RegionA01.
  4. Clique em Select.
  5. A janela de seleção será fechada. Selecione Next (Not shown).

 

 

Máquina virtual a ser replicada

 

  1. Selecione Source VM e clique em Not Set.
  2. Uma nova janela de seleção será aberta. Expanda o caminho https://vcsa-01a.corp.local:443/sdk > Datacenters > RegionA01.
  3. Expanda o caminho VM > Protected Applications.
  4. Selecione a máquina virtual sales-web-01.
  5. Clique em Select.
  6. A janela de seleção será fechada. Selecione Next (Not shown).

Observação: desconsidere o erro "Mandatory field not set" enquanto estiver inserindo as informações.

 

 

Site de destino

 

  1. Selecione Site, que é definido inicialmente para "Not Set".
  2. Uma nova janela de seleção será aberta. Expanda RegionA01.
  3. Selecione RegionB01.
  4. Clique em Select.
  5. A janela de seleção será fechada. Selecione Next (Not shown).

 

 

Datastore de destino

 

Selecione Target Datastore e clique em Not set (Not shown).

  1. Uma nova janela de seleção será exibida. Clique duas vezes no datastore RegionsB01-LOCAL-ESX01B.
  2. Selecione Next.

 

 

Configurações de replicação

 

Existem configurações opcionais de replicação que podem ser aproveitadas, como suporte para Microsoft Volume Shadow Copy Service (VSS) e desativação do sistema de arquivos Linux, o que melhora a confiabilidade das máquinas virtuais recuperadas. Os objetivos de ponto de recuperação (RPOs, pela sigla em inglês) variam de 15 minutos a 24 horas e podem ser configurados por máquina virtual. Além disso, o isolamento e a compactação da rede protegem os dados replicados e reduzem ainda mais o consumo de largura de banda da rede.

  1. Selecione Yes para ativar Network compression.
  2. Analise os detalhes do fluxo de trabalho e selecione Submit.

 

 

Status do fluxo de trabalho de replicação concluído

 

  1. Quando os fluxos de trabalho forem concluídos, veremos uma marca de seleção verde ao lado do fluxo de trabalho concluído, indicando que ele foi concluído com êxito.

 

 

Verificar replicação no vCenter

 

  1. Minimize o vSphere Orchestrator Client.
  2. Inicie o navegador da Web Google Chrome.

 

 

Verificar replicação no vCenter (continuação)

 

  1. Selecione RegionA.
  2. Inicie o RegionA vCenter Web Client.
  3. Selecione Use Windows session authentication.
  4. Clique em Login.

 

 

Verificar replicação no vCenter (continuação)

 

  1. No RegionA vCenter Web Client, selecione o botão Home.
  2. Selecione Hosts and Clusters no menu suspenso de seleção Home.
  3. No navegador, expanda vcsa-01a.corp.local > RegionA01> RegionA01-COMP01.
  4. Selecione Sales-Web-01.

 

 

Verificar replicação no vCenter (continuação)

 

Processo de replicação

Utilizando um fluxo de trabalho do vRealize Orchestrator, o vSphere Web Client configura a replicação de uma máquina virtual. A replicação de uma ou mais máquinas virtuais pode ser selecionada e configurada por meio do mesmo fluxo de trabalho. Ao configurar a replicação, um administrador especifica itens como a política de armazenamento da máquina virtual, o RPO, o VSS ou a desativação do sistema de arquivos Linux e a compactação do tráfego de replicação da rede. Os snapshots de máquina virtual não são usados como parte do processo de replicação, a menos que a desativação do VSS seja ativada.

O local de destino do vSphere Replication pode estar no mesmo ambiente do vCenter Server, em outro ambiente do vCenter Server com o vSphere Replication implantado ou em um vCloud Air on AWS.

  1. No navegador, expanda vcsa-01a.corp.local > RegionA01> Protected VMs e selecione Sales-Web-01.
  2. Selecione a guia Summary.
  3. Para ver as informações de replicação da máquina virtual, talvez seja necessário usar a barra de rolagem no lado direito da página Summary.
  4. Na janela Summary, clique em Click to view content.
  5. Analise as informações de replicação de VM e seu status. A sincronização completa da replicação levará alguns minutos para ser concluída. Após a conclusão, o status será alterado para All disks are replicated.
  6. Clique em Details para abrir o navegador do Site Recovery em uma nova guia (não feche usando o X).

 

 

Verificar replicação no vCenter (continuação)

 

Visualizar detalhes do vSphere Replication

  1. Clique em VIEW DETAILS.
  2. Digite o nome de usuário utilizado no vCenter Server: administrator@corp.local
  3. Digite a senha: VMware1!
  4. Clique em LOG IN.

 

 

Verificar replicação no vCenter (continuação)

 

Visualizar detalhes do vSphere Replication 

  1. Clique na guia Replications.
  2. Selecione Forward Replications.
  3. Clique no símbolo de divisa para baixo (não mostrado) para minimizar Recent Tasks and Alarms.
  4. Expanda a máquina virtual sales-web-01 para analisar os detalhes do vSphere Replication.
  5. Feche o navegador da web.

Você concluiu a lição 1 do módulo 5. Agora, é recomendável que você inicie a lição 2 do módulo 5.

 

Adicionar uma máquina virtual a um grupo de proteção usando o vRealize Orchestrator


Esta lição demonstrará como usar o vRealize Orchestrator para adicionar uma máquina virtual a um grupo de proteção.


 

Como começar

 

  1. Selecione o vRealize Orchestrator Client localizado no desktop.

Observação: você poderá passar para a próxima etapa se já tiver feito login no cliente do vRO.

 

 

Fazer login no vSphere Orchestrator Client

 

Depois que o vRealize Orchestrator Client for renderizado, o nome do host e o nome do usuário já estarão exibidos.

  1. Digite a senha VMware1!

Observação: se as entradas de Host name e User name estiverem em branco, use os dados a seguir.

Host: vro-01a.corp.local:8281

User name: administrator@corp.local

Observação: você poderá passar para a próxima etapa se já tiver feito login no cliente do vRO.

 

 

Alterar a função do vRealize Orchestrator

 

  1. No seletor de funções, na parte superior, selecione Design no menu suspenso.

 

 

Navegar até a biblioteca de fluxos de trabalho do SRM

 

  1. Selecione o botão workflow na barra de ferramentas superior.
  2. Expanda a pasta Library.
  3. Expanda a pasta SRM.
  4. Expanda a pasta Protection Groups.

 

 

Expandir a pasta SRM

 

  1. Selecione e clique com o botão direito do mouse no fluxo de trabalho Add Replicated VM to vSphere Replication Protection Group.
  2. Selecione Start workflow.

 

 

Selecionar grupo de proteção de replicação

 

  1. Selecione vSphere Replication Protection Group (Not Set)
  2. Uma nova janela de seleção será exibida. Expanda as pastas SRM, RegionA01, Protection Groups.
  3. Selecione Sales Application Protection Group.
  4. Clique em Select.

 

 

Selecionar máquina virtual

 

  1. Selecione VM (Not set).

 

 

Selecionar máquina virtual (continuação)

 

  1. Uma nova janela de seleção será exibida. Clique duas vezes para selecionar Sales-Web-01.

 

 

Verificar e enviar fluxo de trabalho

 

  1. Verifique as seções e selecione Submit.

 

 

Fluxo de trabalho concluído

 

  1. Quando o fluxo de trabalho for concluído, veremos uma marca de seleção verde ao lado do fluxo de trabalho concluído, indicando que ele foi concluído com êxito.

Você concluiu a lição 2 do módulo 5. Agora, é recomendável que você inicie a lição 3 do módulo 5.

 

Proteger uma máquina virtual usando o vRealize Orchestrator


Esta lição demonstrará como proteger uma máquina virtual usando uma ação de contexto do vCenter e o fluxo de trabalho do vRealize Orchestrator.


 

Como começar

 

Se você acabou de concluir a Lição 2, minimize o vRealize Orchestrator Client e inicie o navegador Google Chrome para o vCenter Web Client vcsa-01a.corp.local.

  1. Selecione RegionA.
  2. Inicie o RegionA vCenter Web Client.
  3. Selecione Use Windows session authentication.
  4. Clique em Login.

 

 

Autenticação do site remoto

 

Em alguns casos, os fluxos de trabalho do Site Recovery Manager e do vCenter Replication vRealize Orchestrator precisam ser autenticados com o site remoto para obter acesso ou permissão para fazer uma alteração. Normalmente, esse fluxo de trabalho de autenticação seria adicionado a qualquer fluxo de trabalho, mas foi separado nesta lição para fins de demonstração.

  1. Selecione a guia Hosts and Clusters.
  2. No vCenter vcsa-01a.corp.local, expanda o data center RegionA01 e o cluster RegionA01-COMP01 e localize a VM Sales-Web-01.
  3. Selecione e clique com o botão direito do mouse em Sales-Web-01.
  4. Selecione All vRealize Orchestrator plugin Actions.
  5. Selecione o fluxo de trabalho Login Remote Site.

 

 

Permissão de delegação

 

Selecione Approve.

 

 

Parâmetros do site remoto

 

  1. Para adicionar o site local, selecione o sinal de adição verde.

 

 

Selecionar site remoto

 

  1. Uma nova janela de seleção será aberta. Selecione a guia Filter.
  2. Selecione RegionA01.
  3. Selecione OK. A janela da seção será fechada.

 

 

Credenciais do site remoto

 

  1. Digite o nome de usuário administrator@corp.local.
  2. Digite a senha VMware1!.
  3. Selecione Next.

 

 

Verificar e concluir

 

  1. Assegure que Run now esteja selecionado.
  2. Selecione Finish.

 

 

Site remoto de logon – Concluído

 

Você pode marcar Recent Tasks no vCenter vcsa-01a.corp.local para verificar se o fluxo de trabalho Logon Remote Site foi concluído com êxito.

  1. Clique na seta para baixo ao lado de Administrator@CORP.LOCAL e selecione Layout Settings.
  2. Selecione Recent Tasks e clique em OK para abrir o painel Recent Tasks.
  3. Verifique se Login Remote Site foi concluído.

 

 

Proteger um fluxo de trabalho da máquina virtual

 

  1. Selecione a guia Hosts and Clusters.
  2. No vCenter vcsa-01a.corp.local, expanda o data center RegionA01 e o cluster RegionA01-COMP01 e localize a VM Sales-Web-01.
  3. Selecione e clique com o botão direito do mouse em Sales-Web-01.
  4. Selecione All vRealize Orchestrator plugin Actions.
  5. Selecione o fluxo de trabalho Protect Virtual Machine.

 

 

Permissão de delegação

 

  1. Selecione Approve.

 

 

Parâmetros de fluxo de trabalho – Grupo de proteção

 

  1. Selecione o sinal de adição (+) verde

 

 

Selecionar grupo de proteção

 

  1. Uma nova janela de seleção será aberta. Selecione a guia Filter.
  2. Selecione Sales Application Protection Group.
  3. Selecione OK. A janela da seção será fechada.

 

 

Verificar parâmetros de fluxo de trabalho

 

  1. Selecione Next.

 

 

Iniciar ou programar fluxo de trabalho

 

  1. Assegure que Run now esteja selecionado.
  2. Selecione Finish.

 

 

Verificar proteção da máquina virtual

 

  1. Você pode marcar Recent Tasks no vCenter para verificar se o fluxo de trabalho Protect Virtual Machine foi concluído com êxito.

Você concluiu a lição 3 do módulo 5. Agora, é recomendável que você inicie a lição 4 do módulo 5.

 

Adicionar uma máquina virtual a um plano de recuperação existente


Esta lição demonstrará como usar o vRealize Orchestrator para adicionar uma máquina virtual a um plano de recuperação existente.


 

Iniciar – Adicionar uma máquina virtual a um plano de recuperação existente

 

  1. Na tela Home do vCenter RegionA01 vcsa-01a.corp.local, selecione o ícone Hosts and Clusters.

 

 

Adicionar grupo de proteção ao plano de recuperação

 

  1. No vCenter vcsa-01a.corp.local, expanda o data center RegionA01 e o cluster RegionA01-COMP01 e localize a VM Sales-Web-01.
  2. Selecione e clique com o botão direito do mouse em Sales-Web-01.
  3. Selecione All vRealize Orchestrator plugin Actions.
  4. Selecione o fluxo de trabalho Add Protection Group to Recovery Plan.

 

 

Permissão de delegação

 

  1. Selecione Approve.

 

 

Parâmetros do fluxo de trabalho – Plano de recuperação

 

  1. Selecione o sinal de adição (+) verde

 

 

Selecionar plano de recuperação

 

  1. Uma nova janela de seleção será aberta. Selecione a guia Filter.
  2. Selecione Sales Application Recovery Plan.
  3. Selecione OK. A janela da seção será fechada.

 

 

Parâmetros de fluxo de trabalho – Grupo de proteção

 

  1. Selecione o sinal de adição (+) verde

 

 

Selecionar grupo de proteção

 

  1. Uma nova janela de seleção será aberta. Selecione a guia Filter.
  2. Selecione Sales Application Protection Group.
  3. Selecione OK. A janela da seção será fechada.

 

 

Verificar parâmetros de fluxo de trabalho

 

Selecione Next.

 

 

Iniciar ou programar fluxo de trabalho

 

  1. Assegure que Run now esteja selecionado.
  2. Selecione Finish.

 

 

Verificar conclusão do fluxo de trabalho

 

Você pode marcar Recent Tasks no vCenter vcsa-01a.corp.local para verificar se o fluxo de trabalho Add Protection Group to Recovery Plan foi concluído com êxito.

Você concluiu a lição 4 do módulo 5. Agora, é recomendável que você inicie a lição 5 do módulo 5.

 

Testar o plano de recuperação usando o vRealize Orchestrator


Nesta lição, você testará o plano de recuperação contábil usando fluxos de trabalho do vRealize Orchestrator no site de recuperação RegionB01 para garantir que o plano de recuperação seja concluído com êxito.

Em um ambiente de produção, há duas instâncias do vRealize Orchestrator configuradas, uma instância configurada como parte do vCenter de produção (RegionA01) e a outra instância configurada como parte do vCenter do site de recuperação (RegionB01). Essa arquitetura permite usar a automação em ambos os sites.


 

Como começar

 

  1. Minimize o navegador da web e selecione o vRealize Orchestrator Client no desktop.

 

 

Fazer login no vSphere Orchestrator Client

 

Depois que o vRealize Orchestrator Client for renderizado, o nome do host e o nome do usuário já estarão exibidos.

  1. Use o menu suspenso para selecionar vr0-01b.corp.local:8281
  2. Digite o nome de usuário administrator@corp.local
  3. Digite a senha VMware1!
  4. Selecione Login

 

 

Iniciar – Testar o plano de recuperação

 

  1. Verifique se você está conectado ao servidor do vRealize Orchestrator vro-01b.corp.local.
  2. No menu suspenso, selecione Design.

 

 

Árvore de pastas de fluxo de trabalho

 

  1. Selecione o ícone de visualização Workflow na barra de ferramentas superior.
  2. Expanda a pasta Library.
  3. Expanda as pastas SRM > Recovery Plans.

 

 

Testar plano de recuperação

 

  1. Expanda a pasta Recovery Plans.
  2. Clique com o botão direito do mouse em Initiate Test Recovery Plan workflow.

 

 

Selecionar fluxo de trabalho

 

  1. Selecione Start Workflow.

 

 

Selecionar plano de recuperação

 

  1. Selecione Site e clique em Not Set.
  2. Uma nova janela de seleção será aberta. Expanda SRM > RegionB01 > Recovery Plans.
  3. Selecione Sales Application Recovery Plan.
  4. Clique em Select.

A janela de seleção será fechada.

 

 

Selecionar plano de recuperação

 

  1. Verifique se a opção Sales Application Recovery Plan está selecionada.
  2. Selecione No para replicar as alterações recentes.
  3. Selecione Submit.

 

 

Fluxo de trabalho concluído

 

A marca de seleção verde confirma que o fluxo de trabalho foi concluído sem erros.

 

 

Limpeza do plano de recuperação

 

  1. Minimize o vSphere Orchestrator Client ativo.
  2. Maximize o navegador do vCenter Web Client vcsa-01a.corp.local.

 

 

Analisar as tarefas recentes do vCenter

 

Analise as tarefas recentes do vCenter para verificar se o fluxo de trabalho Test Recovery Plan foi concluído.

 

 

Minimizar o vCenter Client

 

  1. Minimize o navegador do vCenter Client vcsa-01a.corp.local.
  2. Maximize o vSphere Orchestrator Client vro-01b.corp.local ativo.

 

 

Fluxo de trabalho de limpeza de recuperação

 

  1. Selecione o ícone de visualização Workflow na barra de ferramentas superior.
  2. Expanda a pasta Library.
  3. Expanda SRM.
  4. Expanda as pastas Recovery Plans.

 

 

Seleção do fluxo de trabalho de limpeza

 

  1. Expanda Recovery Plans.
  2. Selecione o fluxo de trabalho Initiate Cleanup Recovery Plan.
  3. Inicie o fluxo de trabalho.

 

 

Selecionar plano de recuperação

 

  1. Selecione Site e clique em Not Set.
  2. Uma nova janela de seleção será aberta. Expanda SRM > RegionB01 > Recovery Plans.
  3. Selecione Sales Application Recovery Plan.
  4. Clique em Select.
  5. A janela de seleção será fechada. Selecione Next (Not shown).

 

 

Verificar seleção do plano de recuperação

 

  1. Verifique se a opção Sales Application Recovery Plan está selecionada.
  2. Selecione Submit.

 

 

Minimizar o vRealize Orchestrator Client

 

  1. Minimize o Orchestrator Client vro-01b.corp.local ativo.
  2. Maximize o navegador do vCenter Web Client vcsa-01a.corp.local.

 

 

Analisar as tarefas recentes do fluxo de trabalho do vRO

 

Revise as tarefas recentes do vCenter para verificar se o fluxo de trabalho Initiate Cleanup Recovery Plan foi concluído.

 

Conclusão


Você aprendeu neste módulo que o plug-in do VMware vCenter Orchestrator para o Site Recovery Manager permite que os administradores do Site Recovery Manager simplifiquem o gerenciamento da infraestrutura do Site Recovery Manager, ao estender a robusta plataforma de automação de fluxo de trabalho do vRealize Orchestrator.


 

Você terminou o Módulo 5

 

O Site Recovery Manager oferece os seguintes benefícios:

  • Redução do custo de DR em até 50%, ao diminuir a área de cobertura do hardware x86, ao simplificar a proteção por meio da replicação baseada em políticas e centrada em VM e ao diminuir as despesas operacionais.
  • Testes contínuos permitem ensaios de DR mais frequentes, o que minimiza os riscos.
  • Planos de recuperação que podem ser facilmente atualizados e testados, à medida que novas cargas de trabalho são aprovisionadas.
  • Flexibilidade para proteger praticamente qualquer carga de trabalho executada em uma máquina virtual.
  • Personalização automatizada de máquinas virtuais para melhorar ainda mais os tempos de recuperação e reduzir os riscos.
  • Relatórios detalhados que atendem facilmente aos requisitos normativos para documentação de planos de recuperação de desastres e proteção de dados.

Esperamos que este módulo tenha mostrado alguns dos benefícios que o Site Recovery Manager pode oferecer.

Você pode passar para o próximo módulo ou qualquer outro módulo que seja do seu interesse.

 

 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 6: VMware Site Recovery no VMware Cloud on AWS (30 minutos, para iniciantes)

Introdução


O VMware Site Recovery TM incorpora ao AWS Cloud a recuperação de desastres como serviço do data center definido por software (SDDC, pela sigla em inglês) de nível corporativo. Ele permite que os clientes protejam e recuperem aplicativos sem a necessidade de um site secundário dedicado. Ele é fornecido, vendido, suportado, mantido e gerenciado pela VMware como um serviço sob demanda. As equipes de TI gerenciam seus recursos com base em nuvem por meio de ferramentas conhecidas da VMware, sem as dificuldades relacionadas ao aprendizado de novas habilidades ou ao uso de novas ferramentas.


 

DRaaS para o VMware Cloud on AWS

O VMware Site Recovery é um recurso complementar ao VMware Cloud on AWS, fornecido pelo VMware Cloud Foundation TM.  O VMware Cloud on AWS integra os principais produtos de processamento, armazenamento e virtualização de redes da VMware, como VMware vSphere, VMware vSAN TM e VMware NSX®, juntamente com o gerenciamento do VMware vCenter Server®. Ele otimiza esses produtos para serem executados em uma infraestrutura elástica e bare metal da AWS. Com a mesma arquitetura e experiência operacional no local e na nuvem, agora as equipes de TI podem obter valor de negócios imediato por meio da AWS e da experiência de nuvem híbrida da VMware.

A solução VMware Cloud on AWS permite que os clientes tenham a flexibilidade de tratar sua nuvem privada e pública da mesma forma que os parceiros e de transferir facilmente cargas de trabalho entre elas, por exemplo, para mover aplicativos do ambiente de DevTest para o ambiente de produção ou para aumentar a capacidade. Os usuários podem aproveitar a área de cobertura global da AWS e, ao mesmo tempo, usufruir dos benefícios dos clusters de SDDC elasticamente dimensionáveis, uma única fatura da VMware, que engloba o software altamente integrado e a infraestrutura da AWS, e serviços sob demanda ou por assinatura, como o VMware Site Recovery.

O VMware Site Recovery estende o VMware Cloud on AWS para oferecer a clientes da VMware DR gerenciada, prevenção de desastres e recursos para testes que não impactam o dia a dia, sem a necessidade de um site secundário ou uma configuração complexa.

O VMware Site Recovery trabalha em conjunto com o VMware Site Recovery Manager TM 8.1 e o VMware vSphere Replication TM 8.1 para automatizar o processo de recuperação, testes, reproteção e failback de cargas de trabalho de máquinas virtuais.

O VMware Site Recovery utiliza os servidores do VMware Site Recovery Manager para coordenar as operações do SDDC da VMware. Isso ocorre porque, como as máquinas virtuais no site protegido são desligadas, as cópias dessas VMs são iniciadas no site de recuperação. Ao usar os dados replicados do site protegido, essas máquinas virtuais assumem a responsabilidade de fornecer os mesmos serviços.

O VMware Site Recovery pode ser usado entre o data center de um cliente e um SDDC implantado no VMware Cloud on AWS ou pode ser usado entre dois SDDCs implantados em diferentes regiões ou zonas de disponibilidade da AWS. A segunda opção permite que o VMware Site Recovery ofereça uma solução de DR totalmente gerenciada e mantida pela VMware.

A migração de inventário e serviços protegidos de um site para outro é controlada por um plano de recuperação que especifica a ordem em que as máquinas virtuais serão desligadas e iniciadas, os pools de recursos nos quais elas serão alocadas e as redes que elas poderão acessar. O VMware Site Recovery permite os testes de planos de recuperação, por meio do uso de uma cópia temporária dos dados replicados e de redes isoladas para que não haja interrupção das operações em andamento em nenhum dos dois sites. Vários planos de recuperação podem ser configurados para migrar aplicativos individuais ou sites inteiros, proporcionando um controle mais preciso sobre quais máquinas virtuais passam por failover e failback. Isso também permite programar testes de modo flexível.

O VMware Site Recovery estende o conjunto de recursos da plataforma de infraestrutura virtual para fornecer uma continuidade de negócios rápida por meio de falhas parciais ou completas do site.

 

Simulação interativa dos laboratórios práticos: Introdução ao Site Recovery no VMware Cloud on AWS


Esta parte do laboratório é apresentada como uma Simulação interativa dos laboratórios práticos. Com isso, você poderá praticar as etapas. Elas consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente de laboratório. Nesta simulação, você poderá usar a interface do software como se estivesse interagindo em um ambiente real.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa. Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link "Return to the lab" para continuar este laboratório.

O laboratório continua em execução em segundo plano. Se o laboratório passar a modo standby, você poderá retomá-lo após concluir o módulo.


Conclusão


O SRM integra-se perfeitamente ao VMware Cloud on AWS, oferece uma opção integrada de replicação de armazenamento e pode gerenciar e testar planos de recuperação. Ele consegue orquestrar a recuperação em vários cenários de falha, incluindo falha parcial do aplicativo, falha total do aplicativo e falha do site.


 

Você terminou o Módulo 6

 

O Site Recovery Manager e o VMware Site Recovery for VMware Cloud on AWS apresentam um novo conjunto de aprimoramentos e recursos que permitem novos níveis de automação, controle e proteção, além de simplificar o processo de preparação de DR.

Principais informações deste módulo fornecidos pelo VMware Site Recovery:

O uso do Site Recovery Manager permite agilizar a automação dos planos de recuperação e os objetivos de tempo de recuperação por meio de testes fáceis e contínuos, além de eliminar a complexidade do gerenciamento de recuperação de desastres. O Site Recovery Manager elimina os riscos e as preocupações resultantes da DR.

 

 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Conclusão

Agradecemos por participar dos Laboratórios práticos da VMware. Visite http://hol.vmware.com/ para continuar on-line o trabalho de laboratório.

Código SKU do laboratório: HOL-1905-01-SDC

Versão: 20181030-120928