Laboratórios práticos da VMware - HOL-1844-01-SLN


Visão geral do laboratório – HOL-1844-01-SLN – Modernização do data center com o VMware Cloud Foundation

Orientação do laboratório


Ele pode ser acessado no canto superior direito do Manual do laboratório.

Este é um laboratório de simulação interativa.  Você terá uma compreensão melhor de como o VMware Cloud Foundation facilita a implantação e operação de uma nuvem privada na arquitetura de data center definido por software (SDDC, Software Defined Data Center) da VMware.

Lista de módulos do laboratório:

 Responsáveis pelo laboratório:

  • Heath Johnson, gerente sênior de marketing técnico, EUA
  • Josh Townsend, arquiteto sênior de marketing técnico, EUA

Este manual do laboratório pode ser obtido por download no site de Documentos de laboratório prático em:

http://docs.hol.vmware.com


 

Localização do Console principal

 

  1. A área na caixa VERMELHA contém o console principal.  O Manual do laboratório está na guia à direita do Console principal.
  2. Um laboratório específico pode ter outros consoles em guias separadas na parte superior esquerda. Se necessário, você será direcionado para abrir outro console específico.
  3. Seu laboratório começa com 90 minutos no cronômetro.  Não é possível salvar o laboratório.  Todo o seu trabalho deve ser feito durante a sessão do laboratório. No entanto, é possível clicar em EXTEND para aumentar o tempo.  Se você estiver em um evento da VMware, poderá estender o tempo do laboratório duas vezes, por no máximo 30 minutos.  Cada clique acrescenta 15 minutos.  Exceto pelos eventos da VMware, você pode estender o tempo do seu laboratório em até nove horas e 30 minutos. Cada clique acrescenta uma hora.

 

 

Prompt ou marca d'água de ativação

 

Quando você iniciar o laboratório pela primeira vez, poderá ver uma marca d'água no desktop. Ela indica que o Windows não está ativado.  

Um dos principais benefícios da virtualização é que as máquinas virtuais podem ser movidas e executadas em qualquer plataforma.  Os laboratórios práticos utilizam esse benefício, e é possível executá-los em vários data centers.  No entanto, esses data centers podem não ter processadores idênticos, o que aciona uma verificação de ativação da Microsoft pela Internet.

A VMware e os laboratórios práticos estão em total conformidade com os requisitos de licenciamento da Microsoft.  O laboratório que você está usando é um pod autocontido e não tem o acesso completo à Internet necessário para que o Windows verifique a ativação.  Sem o acesso completo à Internet, esse processo automatizado falha, e a marca d'água é exibida.

Esse problema superficial não afeta o seu laboratório.  

 

Módulo 1 – Implantação do VMware Cloud Foundation (15 minutos)

Introdução


Visão geral da ativação do Cloud Foundation

 

A ativação demonstra o recurso avançado e eficiente de automação do VMware Cloud Foundation. Durante a ativação, o VMware SDDC Manager implanta e configura os componentes de software do SDDC (vSphere, vSAN e NSX) e cria o domínio de carga de trabalho de gerenciamento.  O processo de ativação instancia uma nuvem privada da VMware no data center local, com base em um design validado pela VMware.  Após a conclusão, você poderá iniciar rapidamente a implantação dos aplicativos e das cargas de trabalho de desktop virtual.

 

Durante a ativação, o administrador da nuvem usa um navegador da web para conectar-se ao SDDC Manager e fornecer detalhes sobre o ambiente da nuvem privada.  Isso inclui a definição da data e do horário, a configuração de DNS e NTP específicos ao local e a especificação das configurações das redes do vMotion, do vSAN, do VXLAN e de gerenciamento do vSphere.  Além disso, também são fornecidas informações sobre como se conectar às redes de uplink do data center.  O SDDC Manager usa essas informações para:

O processo de ativação é totalmente automatizado usando o VMware SDDC Manager.  Após a conclusão do processo de ativação, o Cloud Foundation é implantado, e o domínio de carga de trabalho de gerenciamento torna-se totalmente operacional.  Daqui em diante, você está pronto para iniciar a alocação da capacidade disponível na sua nuvem privada para hospedar as cargas de trabalho de processamento por meio da implantação dos domínios de cargas de trabalho.

 


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Implantação do VMware Cloud Foundation


Esta simulação interativa guia você pelo processo de

  1. Conexão com o VMware SDDC Manager
  2. Conclusão do processo de ativação

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa. Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link "Return to the lab" para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, conferimos uma visão geral do processo de ativação do VMware Cloud Foundation.  Vimos, em primeira mão, como os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager simplifique as tarefas de instalação e configuração da pilha de software do SDDC para instanciar sua nuvem privada.  Percorremos também uma simulação interativa que mostrou como se conectar ao VMware SDDC Manager e concluir o processo de ativação.

 

Parabéns por concluir o Módulo 1.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:

 


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 2: criação de um domínio de carga de trabalho de infraestrutura virtual (VI, Virtual Infrastructure) (10 minutos)

Introdução


 

Visão geral do domínio de carga de trabalho de VI do VMware Cloud Foundation

Após a implantação do Cloud Foundation e a instanciação da nuvem privada, você está pronto para iniciar a alocação de capacidade.  Para fazer isso, você cria os domínios de carga de trabalho. Atualmente, existem dois tipos de domínios de carga de trabalho definidos pelo usuário:

  • Os domínios de infraestrutura virtual, ou domínios de VI, são domínios para fins gerais usados para hospedar cargas de trabalho virtuais.  Um domínio de VI é composto de três ou mais hosts do vSphere configurados em um cluster do vSAN com uma instância dedicada do vCenter Server e do NSX
  • Os domínios de infraestrutura de desktops virtuais, ou domínios de VDI, são domínios para fins específicos usados para fornecer desktops virtuais.  Como um domínio de VI, o domínio de VDI também é composto de três ou mais hosts do vSphere configurados em um cluster do vSAN com uma instância dedicada do vCenter Server e do NSX e ainda inclui o software VMware Horizon usado para fornecer desktops virtuais.

Usando os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager, os domínios de carga de trabalho podem ser facilmente criados, expandidos e excluídos.  Isso facilita a alocação da capacidade necessária, expande dinamicamente essa capacidade conforme o caso e, se um domínio de carga de trabalho não for mais necessário, devolve a capacidade para o pool livre para que ela possa ser reatribuída.  Desse modo, ele oferece uma verdadeira experiência de nuvem diretamente no seu data center.

Neste módulo, vamos apresentar uma visão geral de como criar um domínio de carga de trabalho de infraestrutura virtual (VI, Virtual Infrastructure).

 

Você cria um domínio de carga de trabalho de infraestrutura virtual (VI) usando o SDDC Manager.  Com base nas entradas fornecidas pelo administrador de nuvem, o fluxo de trabalho de criação do domínio de carga de trabalho de VI executará as etapas necessárias para implantar uma instância dedicada do vCenter Server, atribuirá os hosts ESXi selecionados em um cluster dedicado do vSphere e realizará a configuração necessária para incluir ações como criação do datastore do vSAN, habilitação do vSphere HA e do DRS, configuração de um switch distribuído virtual com os port groups relevantes e implantação e configuração do NSX.  

Após a implantação do domínio de carga de trabalho de VI, você pode registrá-lo como o vRealize Log Insight, o vRealize Operations e o vRealize Automation.  

Novamente, a criação dos domínios de carga de trabalho é totalmente automatizada usando os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager.

 


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Criação de um domínio de carga de trabalho de VI com o SDDC Manager


Esta simulação guia você

  1. Pela criação de um domínio de carga de trabalho de VI

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa.  Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Return to the lab para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, vimos como o VMware SDDC Manager pode orquestrar com rapidez e eficiência a criação de domínios de carga de trabalho.  Ao automatizar inúmeras operações manuais, o VMware Cloud Foundation simplifica significativamente a tarefa de alocação de capacidade de nuvem, enquanto elimina a sobrecarga operacional.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como criar um domínio de carga de trabalho de VI.

 

Parabéns por concluir o Módulo 2.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 3 – Criação de um domínio de carga de trabalho de infraestrutura de desktop virtual (VDI, Virtual Desktop Infrastructure) (15 minutos)

Introdução


Visão geral do domínio de carga de trabalho de VDI do VMware Cloud Foundation

 

Após a implantação do Cloud Foundation e a instanciação da nuvem privada, você está pronto para iniciar a alocação de capacidade.  Para fazer isso, você cria os domínios de carga de trabalho. Atualmente, existem dois tipos de domínios de carga de trabalho definidos pelo usuário:

  • Os domínios de infraestrutura virtual, ou domínios de VI, são domínios para fins gerais usados para hospedar cargas de trabalho virtuais.  Um domínio de VI é composto de três ou mais hosts do vSphere configurados em um cluster do vSAN com uma instância dedicada do vCenter Server e do NSX
  • Os domínios de infraestrutura de desktops virtuais, ou domínios de VDI, são domínios para fins específicos usados para fornecer desktops virtuais.  Como um domínio de VI, o domínio de VDI também é composto de três ou mais hosts do vSphere configurados em um cluster do vSAN com uma instância dedicada do vCenter Server e do NSX e ainda inclui o software VMware Horizon usado para fornecer desktops virtuais.

Usando os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager, os domínios de carga de trabalho podem ser facilmente criados, expandidos e excluídos.  Isso facilita a alocação da capacidade necessária, expande dinamicamente essa capacidade conforme o caso e, se um domínio de carga de trabalho não for mais necessário, devolve a capacidade para o pool livre para que ela possa ser reatribuída.  Desse modo, ele oferece uma verdadeira experiência de nuvem diretamente no seu data center.

Neste módulo, vamos apresentar uma visão geral de como criar um domínio de carga de trabalho de VDI.

 

Quando você cria um domínio de carga de trabalho de VDI, o fluxo de trabalho de criação é um processo de duas etapas.

1.  Primeiramente, o SDDC Manager executa o fluxo de trabalho de criação do domínio de carga de trabalho de VI para criar um ambiente de infraestrutura virtual (VI, Virtual Infrastructure). O domínio de carga de trabalho de VI é dimensionado com base na seleção do host feita pelo administrador da nuvem.

2.  O SDDC Manager executa um segundo fluxo de trabalho para implantar e configurar o software VMware Horizon necessário para fornecer a infraestrutura de desktop virtual. Isso inclui o Horizon Connection Server, o Horizon Agent, o Horizon Administrator, o Horizon Composer e vários aplicativos clientes usados para acessar os desktops virtuais. Quando você especifica a opção App Volumes no assistente de configuração, o software VMware App Volumes também é configurado no ambiente de VDI, e o agente do VMware App Volumes é instalado nos desktops virtuais implantados como parte do processo de criação do ambiente de VDI.

Observe que a criação do cluster subjacente do vSphere e a implantação da pilha de software do Horizon, incluindo a criação de pools de desktop e de desktops virtuais, é totalmente automatizada com o SDDC Manager. O administrador não realiza nenhuma ação manual para concluir os fluxos de trabalho depois que são iniciados.


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Criação de um domínio de carga de trabalho de VDI com o SDDC Manager


Esta simulação guia você

  1. Pela criação de um domínio de carga de trabalho de VDI

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa.  Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Return to the lab para continuar este laboratório

Conclusão


Neste módulo, vimos uma visão geral de como usar o VMware SDDC Manager para criar um domínio de carga de trabalho de infraestrutura de desktop virtual (VDI).  O VMware Cloud Foundation for Horizon fornece uma solução completa para implantações de VDI em escala.  O Cloud Foundation implanta facilmente o Horizon 7 em sua nuvem privada, com uma infraestrutura que se alinha aos designs validados pela VMware e segue as práticas recomendadas de arquitetura do VMware Horizon.  O aprovisionamento totalmente automatizado adivinha a configuração de sua infraestrutura de desktops virtuais, permitindo que você implante o Horizon 7 e toda a sua infraestrutura de suporte em uma questão de horas. Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como criar um domínio de carga de trabalho de VDI.

 

Parabéns por concluir o Módulo 3.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 4 – Aumento da capacidade de um domínio de carga de trabalho (10 minutos)

Introdução


Visão geral da expansão do domínio de carga de trabalho do VMware Cloud Foundation

 

Um desafio tradicional enfrentado pelas organizações de TI era a necessidade de prever os requisitos de capacidade para as cargas de trabalho de aplicativos.  Superestimar pode não apenas aumentar os custos, mas também resultar em capacidade desperdiçada.  Subestimar pode representar um risco de baixo desempenho e perda de SLAs para a empresa.

Felizmente, com a adoção da computação em nuvem, a TI não precisa mais ficar tentando antecipar as futuras necessidades de capacidade.  Em vez disso, ela simplesmente aloca a capacidade necessária hoje, sabendo que mais capacidade pode ser facilmente adicionadas à medida que a demanda aumenta.

Durante a execução de uma nuvem privada com o VMware Cloud Foundation, isso é feito usando o VMware SDDC Manager.  

Quando a TI recebe uma solicitação para atribuir capacidade a uma nova carga de trabalho, ela cria um domínio de carga de trabalho.  O domínio é dimensionado com base nos requisitos atuais de capacidade dos aplicativos.  No futuro, se os aplicativos precisarem de mais capacidade, o domínio de carga de trabalho poderá ser facilmente estendido.  

Neste módulo, analisaremos um exemplo que mostra como adicionar mais capacidade expandindo um domínio de carga de trabalho de VI.


Simulação interativa dos laboratórios práticos: expansão de um domínio de carga de trabalho com o SDDC Manager


Esta simulação guia você

  1. Pela inclusão de capacidade em um domínio de carga de trabalho existente

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa. Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar ao laboratório para continuar este laboratório.

Conclusão


Nesta simulação, vimos como o Cloud Foundation ajuda a reduzir a sobrecarga operacional e a simplificar a nuvem privada, ao facilitar a adição de capacidade aos domínios de carga de trabalho existentes.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como usar o VMware SDDC Manager para adicionar capacidade a um domínio de carga de trabalho de VI.

 

 

Parabéns por concluir o Módulo 4.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:

 


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 5 – Exclusão de um domínio de carga de trabalho (10 minutos)

Introdução


Visão geral da exclusão do domínio de carga de trabalho do VMware Cloud Foundation

Um desafio comum enfrentado por muitos ambientes virtuais envolve a necessidade de recuperar capacidade previamente alocada que se tornou ociosa.  O VMware Cloud Foundation soluciona esse desafio facilitando a exclusão dos domínios de carga de trabalho que não são mais necessários, que pode ser feita pelos administradores de nuvem.  A exclusão de domínios de carga de trabalho devolve a capacidade anteriormente alocada para o pool livre, onde ela pode ser reatribuída.  Usando o SDDC Manager, você pode excluir facilmente um domínio de carga de trabalho navegando até a página de detalhes dos domínios e selecionando a opção "delete".

A exclusão de um domínio de carga de trabalho remove os hosts ESXi do cluster do vSphere, remove o datastore do vSAN e as partições de disco associadas, redefine a configuração do ESXi em cada host, exclui as instâncias do vCenter Server e do NSX Manager e reconfigura as portas de rede nos switches Top-of-Rack.  Ela também remove o domínio de carga de trabalho e executa todas as tarefas de "limpeza" necessárias para devolver com segurança a capacidade alocada previamente para o pool livre, onde ela fica disponível para reatribuição a outros domínios de carga de trabalho.

Neste módulo, analisaremos um exemplo que mostra como excluir um domínio de carga de trabalho de VI.

 


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Exclusão de um domínio de carga de trabalho com o SDDC Manager


Esta simulação guia você

  1. Pela exclusão de um domínio de carga de trabalho.

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa.  Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar ao laboratório para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, vimos como o VMware SDDC Manager reduz a sobrecarga operacional, ao aproveitar a automação para excluir domínios de carga de trabalho.  A exclusão de um domínio de carga de trabalho permite que a capacidade alocada previamente seja restaurada e reatribuída com facilidade e rapidez a outras cargas de trabalho em execução na nuvem privada.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como excluir um domínio de carga de trabalho usando o SDDC Manager.

 

Parabéns por concluir o Módulo 5.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:

 


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 6 – Gerenciamento de atualizações de software no VMware Cloud Foundation (15 minutos)

Introdução


Visão geral do gerenciamento do ciclo de vida de software do VMware Cloud Foundation (patches e upgrades)

O recurso de gerenciamento do ciclo de vida (LCM, Lifecycle Management) do VMware Cloud Foundation permite executar a atualização automatizada tanto dos componentes do software Cloud Foundation (SDDC Manager, HMS e LCM) quanto dos componentes do VMware SDDC (vCenter Server, PSC, ESXi, vSAN e NSX).

Normalmente, o gerenciamento de upgrades e patches do data center são tarefas manuais e repetitivas propensas a erros de configuração e implementação.  O teste de validação do software e firmware para garantir a interoperabilidade entre os componentes enquanto um componente é corrigido ou atualizado requer teste extensivo de garantia de qualidade nos ambientes de validação.  Geralmente com tempo reduzido, a TI às vezes deve tomar a difícil decisão de implantar novos patches antes de serem totalmente aprovados ou adiar novos patches, o que torna a implantação de um novo recurso de segurança e as correções de bug mais lentas.  Essas duas situações aumentam o risco no ambiente de nuvem privada.

O SDDC Manager automatiza o gerenciamento de upgrades e patches na pilha de software do SDDC, o que libera os recursos para foco nas iniciativas essenciais aos negócios e melhora a confiabilidade e consistência.

O Gerenciamento do ciclo de vida no SDDC Manager pode ser aplicado a toda a infraestrutura ou a um domínio de carga de trabalho específico e foi desenvolvido para continuidade nas máquinas virtuais locatárias.  Usando a migração de VMs em tempo real, o SDDC Manager pode aplicar patches ao software para aumentar a segurança e a confiabilidade da infraestrutura e manter o tempo de atividade do sistema locatário.

À medida que são lançadas novas atualizações de software, o SDDC Manager notifica o administrador de nuvem, que pode ver os detalhes das atualizações e, quando for mais conveniente para ele, fazer download e programá-las.

Neste módulo, mostraremos como o recurso de gerenciamento do ciclo de vida integrado ao Cloud Foundation é usado para fazer upgrade do VMware Cloud Foundation 2.0 para o VMware Cloud Foundation 2.1


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Gerenciamento de atualizações de software do VMware Cloud Foundation


Esta simulação guia você

  1. Por uma visão geral sobre o funcionamento do processo de aplicação de patches e upgrades.

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa.  Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar para o laboratório para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, você conferiu uma visão geral da automação do processo de aplicação de patches e upgrades para os componentes de software do Cloud Foundation.  Você também percorreu uma simulação interativa que mostrou como aplicar patches/fazer upgrade automaticamente dos componentes de software que compõem uma instalação do Cloud Foundation.

Parabéns por concluir o Módulo 8.

Se você procura mais informações sobre o VMware Cloud Foundation, tente realizar um dos seguintes procedimentos:

Continue em qualquer módulo abaixo que seja do seu interesse. [Adicione informações personalizadas/opcionais ao seu manual do laboratório.]

 


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 7 – Substituição de um host com falha no VMware Cloud Foundation (15 minutos)

Introdução


Visão geral da ativação e da desativação do host do VMware Cloud Foundation

Vamos encarar os fatos: as falhas de hardware acontecem. Mesmo com vários níveis de redundância, os hosts podem ficar off-line.  É claro que, com o vSphere HA instalado, as VMs em execução no host com falha são reiniciadas automaticamente em outro host no cluster.  Mas agora, você tem que lidar com a substituição do host com falha.  E isso demanda tempo e traz consigo alguns riscos, por exemplo, e se outro host falhar?  E se você cometer um erro?  Quando ocorrerem falhas de hardware, a recuperação deve ser rápida e sem risco.  Felizmente, o VMware Cloud Foundation torna a recuperação de um host com falha muito mais fácil.

Ao utilizar os recursos de automação do SDDC Manager, o administrador da nuvem pode substituir rapidamente um host com falha, estendendo simplesmente o domínio de carga de trabalho.  Depois que o domínio de carga de trabalho for estendido, eles podem remover facilmente o host com falha do cluster do vSphere e do inventário do Cloud Foundation.  Isso tudo pode ser feito rapidamente, com um risco mínimo e sem interromper as cargas de trabalho hospedadas.

 

Neste módulo, uma falha de hardware ocorreu em nossa nuvem privada.  Percorreremos o processo de detecção da falha de hardware e de desativação do host com falha.  Depois, substituiremos o servidor com falha por um host sobressalente do pool de hosts livre para garantir que a empresa possa continuar funcionando normalmente.  Depois que o hardware for reparado, mostraremos como o SDDC Manager facilita a recriação de imagem no novo host e sua devolução ao pool livre.  Com o Cloud Foundation e os recursos avançados de automação do SDDC Manager, o processo inteiro é simples, rápido e sem estresse.

 


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Substituição de um host com falha no VMware Cloud Foundation


Esta simulação guia você pelo processo de

  1. Substituição de um host com falha

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa. Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar ao labortório para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, vimos como os administradores de nuvem podem aproveitar os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager para agir rapidamente no caso de falhas de hardware e executar as etapas de recuperação sem causar interrupção para a empresa.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como substituir um servidor com falha usando o SDDC Manager.

 

Parabéns por concluir o Módulo 7.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:

 


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 8 – Expansão da capacidade do VMware Cloud Foundation pela inclusão de novos ReadyNodes (10 minutos)

Introdução


Visão geral de expansão do rack do VMware Cloud Foundation

O VMware Cloud Foundation move-se na velocidade dos negócios. Quando seus negócios se expandem, você precisa que sua nuvem privada acompanhe essa expansão. Expandir a instalação do Cloud Foundation é fácil com os recursos avançados de automação do SDDC Manager.  À medida que você cria domínios de carga de trabalho e utiliza a capacidade disponível de CPU, memória e armazenamento, é necessário adicionar mais recursos.  Em uma nuvem privada do Cloud Foundation, você faz isso simplesmente adicionando novos servidores aos seus racks existentes ou acrescentando novos racks, quando o espaço nos racks existentes acaba.  Quando existe um hardware, você aproveita a automação do Cloud Foundation para instalar hypervisors do ESXi (um processo chamado de criação de imagem) e os adiciona ao inventário onde serão imediatamente disponibilizados para a criação e a extensão dos domínios de carga de trabalho.  

Um ambiente do Cloud Foundation pode começar com um só rack e até quatro vSAN ReadyNodes e ser dimensionado verticalmente para um total de oito racks com, no máximo, 256 ReadyNodes.  Além disso, em cada rack, você pode combinar servidores com diferentes densidades de CPU, memória e armazenamento, o que permite aproveitar as vantagens do novo hardware ao longo do tempo, bem como dimensionar sua infraestrutura com base nos tipos de cargas de trabalho em execução na nuvem privada.

 

 

Nesta simulação, demonstraremos como expandir a capacidade da nuvem privada adicionando novos servidores a um rack existente.


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Expansão da capacidade do VMware Cloud Foundation pela inclusão de novos ReadyNodes


Esta simulação interativa guia você pelo processo de

  1. Expansão de um rack existente do Cloud Foundation

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa. Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar ao laboratório para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, vimos como usar os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager para expandir facilmente a capacidade da nuvem privada adicionando novos servidores a um rack existente.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como adicionar servidor ao ambiente do Cloud Foundation usando o VMware SDDC Manager.

 

Parabéns por concluir o Módulo 8.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 9 – Implantação do vRealize Operations no VMware Cloud Foundation (10 minutos)

Introdução


Visão geral da implantação do vRealize Operations no VMware Cloud Foundation

O Cloud Foundation simplifica bastante a tarefa de implantação e operação de um moderno data center definido por software, ao aproveitar os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager e do vRealize Suite Lifecycle Manager.  Isso inclui facilitar a implantação do vRealize Operations na sua nuvem privada.

 

O vRealize Operations oferece operações de TI inteligentes para sua nuvem privada. O vRealize Operations permite que os administradores de nuvem planejem, gerenciem e dimensionem com mais eficiência a nuvem privada por meio de monitoramento unificado, gerenciamento automatizado do desempenho, planejamento da nuvem e otimização de capacidade.

Neste módulo, mostraremos como aproveitar os recursos de automação do VMware SDDC Manager para implantar o vRealize Operations em uma nuvem privada do Cloud Foundation.


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Implantação do vRealize Operations com o SDDC Manager


Esta simulação interativa guia você pelo processo de

  1. Instalação do vRealize Operations

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa. Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar ao laboratório para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, vimos como o VMware SDDC Manager, facilita a implantação e a configuração do vRealize Operations em nossa nuvem privada, ao aproveitar os recursos de automação do vRealize Suite Lifecycle Manager.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou as etapas para implantar o vRealize Operations no Cloud Foundation.

 

Parabéns por concluir o Módulo 9.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Módulo 10 – Implantação do vRealize Automation no VMware Cloud Foundation (10 minutos)

Introdução


Visão geral da implantação do vRealize Automation no VMware Cloud Foundation

O VMware vRealize Automation é a ferramenta de automação de TI do data center definido por software moderno.  Com o vRealize Automation, é possível automatizar a TI por meio da criação e do gerenciamento de infraestruturas, usando esquemas para criar aplicativos e implantar serviços de TI personalizados (XaaS). Essa automação da TI permite que você implante serviços de TI rapidamente na nuvem privada no local e nas nuvens públicas. 

Nesta simulação, o Cloud Foundation instalará um design validado pela VMware do vRealize Automation. Existem muitas opções de design a serem feitas na instalação do vRealize Automation. O Cloud Foundation concluiu o processo de design e implementará uma instalação do vRA corporativa e totalmente redundante.

 

Com a fase de design concluída pelo VMware Cloud Foundation, fica mais fácil implantar e começar a usar o vRealize Automation. A instalação do vRealize Automation requer o atendimento de alguns pré-requisitos que estão listados na documentação do Cloud Foundation. Quando esses pré-requisitos forem atendidos, o Cloud Foundation realizará todo o trabalho restante e implantará e configurará os inúmeros componentes separados.  O Cloud Foundation simplifica bastante a implantação do vRealize Automation, ao aproveitar os recursos de automação do VMware SDDC Manager e o vRealize Lifecycle Manager.

Neste módulo, nós guiaremos você pelas etapas para implantar o vRealize Automation na nuvem privada do Cloud Foundation.


Simulação interativa dos laboratórios práticos: Implantação do vRealize Automation com o SDDC Manager


Esta simulação interativa guia você pelo processo de

  1. Instalação do vRealize Automation

A simulação interativa permitirá que você pratique as etapas que consistem em um processo longo ou que exige muitos recursos para ser feito em tempo real no ambiente do laboratório.

  1. Clique aqui para abrir a simulação interativa.Ela será aberta em uma nova janela ou guia do navegador.
  2. Ao concluir, clique no link Retornar ao laboratório para continuar este laboratório.

Conclusão


Neste módulo, vimos como os recursos avançados de automação do VMware SDDC Manager, juntos com o vRealize Suite Lifecycle Manager, facilitam a implantação do vRealize Automation em nossa nuvem privada, em apenas algumas horas.  Também percorremos uma simulação interativa que mostrou como implantar o vRealize Automation no Cloud Foundation.

Com o VMware vRealize Automation instalado, os administradores de nuvem podem começar a acelerar o aprovisionamento e o fornecimento de serviços de TI e de aplicativos na nuvem privada.  Criando esquemas convincentes para fornecer o XaaS. Ajudando você a se mover na velocidade dos negócios.

 

Parabéns por concluir o Módulo 10.

Para obter mais informações, visite o site do VMware Cloud Foundation.  Para obter demonstrações adicionais e vídeos de instruções do produto, visite o canal do VMware Cloud Foundation no YouTube.

Para continuar com o laboratório, acesse qualquer módulo abaixo.

Lista de módulos do laboratório:


 

Como encerrar o laboratório

 

Para encerrar o laboratório, clique no botão END.  

 

Conclusão

Agradecemos por participar dos Laboratórios práticos da VMware. Visite http://hol.vmware.com/br para continuar on-line o trabalho de laboratório.

Código SKU do laboratório: HOL-1844-01-SLN

Versão: 20180502-190819